Parque Nacional Marinho de Abrolhos (BA) é reaberto para turistas

Inaugurado em 1983, é a primeira unidade de conservação marinha do país
Arquipélago dos Abrolhos. Costas das Baleias. Foto:Tatiana Azeviche/Setur (BA)

Nesta sexta feira (8), o Parque Nacional Marinho de Abrolhos, no sul da Bahia, voltou a receber turistas. A decisão do fechamento no dia (3), ocorreu para minimizar o contato de turistas com o vazamento de óleo no Arquipélago.

O parque é um dos principais berços da biodiversidade marinha do Atlântico Sul. Inaugurado em 1983, é a primeira unidade de conservação marinha do país.

O arquipélago de Abrolhos é diariamente monitorado por rondas de navios da Marinha, drones e a atuação de mergulhadores autônomos. Embarcações de pescadores, pesquisadores, ONGs, voluntários e da equipe do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), também ajudam.

Recorde de Visitação

Em 2018, mais de 14 milhões de visitantes compareceram em pontos de preservação, para atividades ecoturísticas e o turismo de aventura. A atividade gerou no ano passado 80 mil empregos diretos. Nos últimos anos, a procura de turistas estrangeiros por esses segmentos cresceu 27,3%. Cerca de 71% das visitas a unidades de conservação do Brasil foram realizadas em parques nacionais.

As atividades são desenvolvidas com o apoio do Ministério do Meio Ambiente e a Embratur, o Ministério do Turismo. O MTur possui mais de 30 áreas de conservação mapeadas com base em Índice de Atratividade Turística, para ações de promoção e marketing e obras de sinalização turística, além de uma Rede Nacional de Trilhas de Longo Curso e Conectividade.

Vazamento de óleo

O estado da Bahia, do Rio Grande do Norte, da Paraíba, de Sergipe e Pernambuco estão com as praias limpas segundo dados do Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), formado pela Marinha do Brasil (MB), Agência Nacional de Petróleo (ANP) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).  Até a quinta-feira (7), as localidades que ainda permanecem com vestígios de óleo, com ações de limpeza em andamento são Cumbuco, Barra do Cauípe, no Ceará; Maragogi, Japaratinga, Barra de São Miguel, Feliz Deserto e Piaçabuçu, em Alagoas.


Leia mais
+Bahia discute Programa de Requalificação do Patrimônio Cultural
+Porto Seguro Eco Bahia cresce 30% em eventos entre janeiro e setembro
+Latam amplia em 36% volume de assentos na Bahia; veja

 

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui