Parque Vila Encantada adequa mudanças ao perfil do consumidor

Segundo Camila Pedrini, sócia gestora do Parque Vila Encantada, um novo comportamento foi notado após a reabertura do empreendimento

Parque Vila Encantada
Camila Pedrini

Gramado/RS – Dando início à programação da tarde do Festuris Connection, que iniciou na última quinta (6), Gicele Correa e Camila Pedrini, sócias gestoras do Parque Vila Encantada, falar sobre o processo de reinvenção dos pequenos negócios de Turismo e Lazer e o Comportamento do Novo Consumidor.

De acordo com Camila, o processo de reinvenção envolve o trabalho em encontrar os principais problemas do negócio. Isso envolve:

  • Ouvir o cliente
  • Reclamações dos clientes
  • Ociosidade em dias de semana

Para resolver, a profissional destacou a importância em fazer uma mudança no posicionamento, incluindo redes sociais, o envolvimento dos pais nas experiências das crianças e o desenvolvimento de oficinas e atividades de hora em hora.

“Percebemos que na primeira semana que abriu, tivemos famílias que ficaram o dia inteiro dentro do parque, porque não aguentava mais ficar em casa. Antes da pandemia, a média de permanência era de um pouco mais de 2 horas. Não é uma pesquisa fidedigna, é uma percepção minha”, conta Camila.

Essa foi uma das tendências notadas pela empresa e, por isso, foi desenvolvido um serviço de day use, consequência desse cliente que passou a ficar mais tempo no empreendimento, advindos, principalmente de cidade até 50 quilômetros. Outras mudanças notadas foram os grupos menores e essa busca por espaços abertos e realização de atividades ao ar livre.

O reposicionamento exigiu uma nova estratégia para o Parque Vila Encantada. Por isso, a empresa começou a divulgar campanhas de day use, contratou biólogos para oficinas diárias e sazonais, foco em conteúdo otimizado, implementação de programa de vendas por indicação e pesquisa de jornada do cliente.

O Parque Vila Encantada teve um primeiro trimestre de 2020 marcado pelo alavancamento de 59% no faturamento frente ao mesmo ínterim em 2019. No acumulado do ano, o faturamento ficou na faixa de 50% no faturamento e 20% do lucro adquirido em 2019.

Deixe uma resposta