Pista do aeroporto de Curitiba está revitalizada

Por: Antonio Euryco

 

As obras de revitalização da pista de pouso e decolagem do Aeroporto Internacional de Curitiba/Afonso Pena (PR)   iniciados em setembro do ano passado, compreendendo o recapeamento dos 2.215 metros da pista,  foram completadas hoje (20). As melhorias no Afonso Pena  constam de investimento de R$ 20 milhões  e compreendem também, a implantação de grooving (ranhuras) e troca das luzes do centro, em preparação para instalação e operação do ILS (instrumento de Navegação Aérea) Categoria III, que permitirá pousos e decolagens em situação de baixa visibilidade.

 

Durante as obras, com o objetivo de garantir a segurança operacional, a pista foi interditada em horários pré-definidos.  O superintendente Antonio Pallu, ressaltou a importância da conclusão, tendo em vista os impactos operacionais para a malha aérea e para a sociedade. “Todas as decisões tomadas foram assertivas e buscaram o máximo de agilidade, visando sempre à segurança operacional”, destacou.

 

O traçado da pista do aeroporto Afonso Pena é o mesmo da época da 2ª Guerra Mundial, quando era a Base Aérea Afonso Pena. Em 1946, a aviação civil passou a operar na base com voos regionais e internacionais, sendo construída uma estação de passageiros utilizada até 1959, quando  da inauguração da nova estação.

 

Em 1974, a Infraero assumiu o aeroporto e, em 1977, foi concluída a ampliação do terminal de passageiros. Em 1996, com a construção do novo aeroporto,  passou a ser internacional. As pistas têm 2.215m x 45m e 1.800m x 45m, e dispõe de 16 posições para estacionamento de aeronaves. Passará a contar com mais 9.

 

Localizado a 18 km do centro de Curitiba, em São José dos Pinhais, o Afonso Pena tem capacidade para 7,8 milhões de passageiros e atende atualmente a 10 companhias aéreas. 

 

AE

Deixe uma resposta