Polônia: Famtour Schultz Operadora

A Europa com câmbio de um para um

0

Consegue imaginar uma viagem para a Europa com o câmbio de aproximadamente um para um? Pois na Polônia é possível, acredite. Apesar de estar na União Europeia, o país tem moeda própria, o Zloty, que vale aproximadamente o mesmo que o Real. Os preços no país também são equivalentes aos brasileiros, com algumas vantagens sobre os preços de hospedagens que são bem razoáveis se comparados tanto com o Brasil, quanto a outros países da região, como Alemanha, França ou Espanha. O passageiro compra Euros ou Dólares no Brasil e faz o câmbio para Zloty diretamente na Polônia.

E para conhecer essa realidade inusitada, a Schultz Operadora e o Escritório de Turismo da Polônia organizaram um Famtour com 17 agências de turismo brasileiras para desvendar os encantos desse país do centro europeu e reapresentar aos brasileiros. Além da oportunidade financeira, há uma experiência diferente no modo de viver a Europa. No roteiro do grupo estão a capital Varsóvia, e as cidades de Częstochowa, Wrocław Wałbrzych, Świdnica e Cracóvia. Os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul estão representados.

Para chegar à Polônia é possível comprar o trecho São Paulo-Varsóvia. O grupo viajou com a KLM, com uma conexão de três horas em Amsterdã, tempo suficiente para fazer com tranquilidade a imigração no aeroporto de Schiphol, dar uma volta pelo freeshop e embarcar novamente. No total, em condições normais, foram 17 horas entre São Paulo e Varsóvia – 12 até Amsterdã, duas de Amsterdã a Varsóvia, mais a conexão.

Polônia em grande estilo

O fuso de cinco horas neste período de verão possibilita uma chegada ainda durante o dia. Para que o grupo entrasse logo no ritmo local, o Escritório de Turismo da Polônia preparou um concerto exclusivo com músicas de Chopin, que nasceu na Polônia.

Dorota Zadrozna, gerente de projetos da entidade foi anfitriã do grupo na apresentação da pianista polonesa Anna Kubicz. A artista apresentou, entre outras, a sonata n3 de Polonaise, que faz parte da história do País. O evento ocorreu no Fryderik Concert Hall, uma casa de espetáculos musicais que pode receber grupos para apresentações exclusivas de piano, mas também possui uma agenda própria que pode ser incluída em roteiros.

Em seguida, os agentes de viagem tiveram um jantar de boas-vindas no contemporâneo Opasly Tom Bistrô. Além de uma refeição confortável para uma chegada acolhedora, o restaurante já é uma dica especial para fazer aos clientes no Brasil. No verão os tomates são especialmente saborosos na Polônia e fazem parte do cardápio da casa que valoriza a sazonalidade dos produtos de sua cozinha. Destaque para o bacalhau fresco que é típico da região. Para a sobremesa, um clássico local – panacota com ruibarbo e farofa de amêndoas – o toque de cor para fechar a noite.

Leia mais em: Varsóvia do século 21

Brasilturis viaja a convite da Schultz Operadora e do Escritório de Turismo da Polônia, com proteção Affinity e Dados Móveis da Flexiroam Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here