Portal Turismo Consciente encerra 2020 com mais de 37 mil visitantes

A plataforma Turismo Consciente, criado pela Secretaria de Turismo do Rio de Janeiro, demonstrou o turismo de proximidade se fortalece

Turismo Consciente

O portal Turismo Consciente RJ, criado pelo Rio de Janeiro durante a pandemia, chegou ao fim do ano com mais de 37 mil visitantes. Lançado em junho, o site foi procurado por viajantes em busca de estabelecimentos e destinos seguros que seguem os protocolos estabelecidos pelos órgãos de saúde e com o selo “Rio de Janeiro, Turismo Consciente”.

Entre os destinos mais buscados, a capital ficou em primeiro lugar e se consolidou como um dos destinos mais procurados, seguida de Arraial do Cabo e Paraty. Angra dos Reis, Armação dos Búzios e Cabo Frio estão empatadas em quarto lugar, enquanto Petrópolis aparece em quinto. Confira o ranking completo abaixo:

  • 1 – Rio de Janeiro
  • 2 – Arraial do Cabo
  • 3 – Paraty
  • 4 – Angra dos Reis
  • 4 – Armação dos Búzios
  • 4 – Cabo Frio
  • 5 – Petrópolis
  • 6 – Visconde de Mauá
  • 7 – Niterói
  • 8 – Itatiaia
  • 9 – Saquarema
  • 10 – Teresópolis
Turismo Consciente
Gustavo Tutuca, secretário de Estado de Turismo do Rio de Janeiro

“A procura por lugares que estão seguindo os 10 mandamentos do Turismo Consciente é essencial para que o viajante se sinta seguro para vir ao Rio de Janeiro. E a variedade de lugares mais buscados neste fim de ano revela que o público que está planejando viagens para o Estado é bem diverso. Já são mais de 2.7 mil prestadores de serviços aptos, ou seja, com o selo do Turismo Consciente, seguindo todas as normas para uma retomada segura”, declarou Gustavo Tutuca, secretário de Turismo do estado.

Ainda de acordo com o profissional, os dados demonstram que o turismo de proximidade está fortalecido. “O maior número de pessoas que acessam o Turismo Consciente é da cidade do Rio de Janeiro, seguido de visitantes de São Paulo capital e de Niterói, na Região Metropolitana Fluminense. Isso mostra que os viajantes do Rio de Janeiro e de estados próximos não pararam de viajar, mas sim reorganizaram seu planejamento para um turismo interno”, completa.

Rio de Janeiro: selo Turismo Consciente

Para conseguir a certificação, os prestadores de serviços turísticos devem acessar este link, onde constam os critérios para obtenção do selo. Os estabelecimentos interessados devem se cadastrar e atestar, por autodeclaração, que se comprometem a cumprir todos os critérios estipulados.

A ideia é ter disponível informações rápidas e diretas para que o público consumidor identifique prestadores de serviços turísticos que estão, rigorosamente, seguindo as regras impostas. No mesmo portal, há uma seção para ajudar o turista com informações básicas sobre o status dos serviços turísticos dos municípios do estado, visando facilitar o planejamento da viagem.

Em “Informações sobre os destinos que estão abertos para viajar”, o público pode ver status dos meios de hospedagens, bares e restaurantes e atrativos sobre barreiras sanitárias para acesso às cidades ou a necessidade de comprovação de reserva. Todos os dados inseridos na aba do monitoramento são enviados para a Secretaria de Turismo do Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta