Portugal anuncia pedido de cinco aeronaves KC-390

O modelo KC-390 ampliará a capacidade da Força Aérea Portuguesa no cumprimento de missões

0
Entrega das aeronaves KC-390 está prevista para 2023

Nesta sexta-feira (12), o Governo de Portugal anunciou um pedido firme de cinco aviões KC-390 para a Embraer. Com previsão de entrega para 2023, a ação é parte do processo de modernização da Força Aérea Portuguesa.

A aquisição da aeronave permitirá o um maior número de missões, como apoio humanitário e evacuação médica, além de combate a incêndios florestais, operações de busca e salvamento.

“A parceria industrial entre Portugal e a Embraer contribui para o desenvolvimento da engenharia e da indústria aeronáutica portuguesas, representando mais de 300 milhões de euros em exportações por ano e milhares de empregos altamente qualificados”, afirmou Jackson Schneider, Presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança.

LEIA MAIS
+ Alitalia cresce 4,4% em junho e consolida 1º semestre de altas
+ Air France lança seguro que paga 50 euros por atraso em voos; veja
+ Azul Linhas Aéreas anuncia voos extras entre setembro e outubro

A participação de Portugal no desenvolvimento da do KC-390, teve impacto econômico na geração de empregos, investimentos, avanços tecnológicos e aumento de exportações.

“É um passo muito relevante para consolidar a aeronave no mercado e acreditamos que se tornará outro sucesso da Embraer. O KC-390 de Portugal atenderá a novos requisitos de interoperabilidade nas áreas de navegação segura, transmissão de dados e voz que permitirão ao KC-390 integrar operações conjuntas em alianças multinacionais nas quais Portugal está integrado. Estes requisitos, desenvolvidos em parceria com a Força Aérea Portuguesa, permitirão ao KC-390 atender às necessidades de muitas outras nações em todo o mundo”, afirmou Jackson Schneider, Presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança.

Brasil

Em 2018, a aeronave recebeu o Certificado de Tipo da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) do Brasil em 2018 e está em produção. A previsão é de que os aviões entrem em operação no terceiro trimestre deste ano com Força Aérea Brasileira (FAB).

LEIA MAIS
+ Gol e Latam adquirem ativos da Avianca; Azul não participa
+ Hahn Air fecha parceria com oito companhias aéreas; conheça
+ Delta ganha reconhecimento da Great Place to Work de 2019; veja

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here