Preços de passagens aéreas para países reabertos caem até 35%

Nem todos os destinos tiveram queda nos valores de passagens aéreas, com destaque para as altas de valores em voos para o Canadá e Peru

A Espanha foi o país que registrou a maior queda nos valores de passagens aéreas nos últimos dois anos, segundo o Kayak
A Espanha foi o país que registrou a maior queda nos valores de passagens aéreas nos últimos dois anos, segundo o Kayak

Um novo levantamento do Kayak, o buscador de viagens, apontou que os preços de passagens aéreas para destinos internacionais que recém reabriram as fronteiras para os viajantes do Brasil, como Espanha, Alemanha, República Tcheca e Portugal, caíram até 35% no comparativo entre agosto de 2019 e agosto de 2021.

Segundo o buscador, considerando o preço médio de uma passagem para a Espanha, por exemplo, houve um decréscimo de 35%, seguido da República Tcheca (-32%), Alemanha (-28%), Portugal (-24%) e Bélgica (-18%).

Contudo, nem todos os destinos tiveram queda nos valores de passagens aéreas. Conforme apontou o Kayak, as exceções são os preços médios para passagens para o Peru, que subiram 16%, e para o Canadá, que cresceram 4%.

Apesar da variação ser positiva para o bolso do viajante no comparativo com dois anos atrás, na comparação agosto versus julho de 2021,houve aumento nos preços. Com exceção da Bélgica, já podemos constatar aumento de preço médio de passagens este ano, chegando a 17%, no caso do Peru, e 13%, para Portugal.

Planejar e comprar passagens aéreas com antecedência significa viajar com mais economia. Um outro levantamento do Kayak mostrou que a média de preço dos voos internacionais fica até 47% mais em conta para compras feitas com cerca de quatro meses de antecedência.

Deixe uma resposta