Programação intensa marca o primeiro dia da 36º Convenção anual da IGLTA

0
Sr. John Tanzella

Por Alex Bernardes, de Nova Iorque (EUA)

Com salão lotado, o primeiro dia da 36º convenção anual da International Gay & Lesbian Travel Association (IGLTA) reuniu cerca de 600 profissionais no Hilton Midetown, em Nova Iorque (EUA).

Na abertura oficial do evento, Sr. John Tanzella, CEO e presidente da associação, deu as boas-vindas a todos e ressaltou a importância do trabalho da associação e também destacou a relevância do segmento LGBT para a indústria do turismo.

LEIA TAMBÉM
+ Turismo LGBT: Convenção Anual da IGLTA terá participação recorde de brasileiros
+ Reuniões entre compradores e fornecedores marcam início da Convenção IGLTA 2019

“Estou muito feliz em anunciar nossa maior convenção de todos os tempos com 640 inscritos de 49 países. Quero lembrar a todos que a maior razão de estarmos aqui é educação. Espero que, durante esses três dias de convenção, todos possam adquirir muito conhecimento aqui e que aproveitem ao máximo para que ajudem nossa comunidade a crescer ainda mais”, disse Tanzella.

Fred Dixon

Fred Dixon, presidente e  CEO do NYC&Co, órgão responsável pela promoção do turismo do destino anfitrião, também deu as boas vindas aos congressistas.

“Nova Iorque é a cidade de todo mundo. Nossa perspectiva é de receber cerca de 67 milhões de turistas esse ano, sendo 7 milhões da comunidade LGBT, o que representa 10% de todo turismo que acontece na cidade. Essa atividade gera 400 mil empregos em nossa cidade, e a comunidade LGBT tem grande responsabilidade sobre isso”, afirmou Dixon.

O ponto alto da tarde foi a apresentação de Roger Dow, presidente e CEO da US Travel Association, órgão oficial de promoção turística dos Estados Unidos. Segundo o executivo, o turismo movimenta US$ 2,3 trilhões na economia americana todos os anos e emprega diretamente 15 milhões de pessoas.

Roger Dow

Em seu discurso Dow enfatizou a importância do turismo LGBT para os Estados Unidos e o que o setor pode fazer para passar a mensagem de boas-vindas para esse segmento. “Apesar de todos esses números astronômicos, ainda temos muito desafios para poder crescer ainda mais. Precisamos melhorar nossa infraestrutura, facilitar o visto para mais países, promover melhor nossas atrações, como os parques nacionais, por exemplo. Sobre o turismo LGBT, tenho total ciência da importância desse segmento. O poder de consumo desse turista é extraordinário e a comunidade é formadora de opinião”, disse.

Após a abertura oficial, o evento reconheceu os grandes parceiros do turismo LGBT. Foram homenageados Fabrice Houdart, responsável pelo Out and Equals e Officer dos Direitos da ONU; Thomas Bomkers e Rika Jean-Francois, da ITB Berlin, pelo excelente trabalho à frente do Pink Corner LGBT na maior feira de turismo do mundo. Um agradecimento especial foi feito a George Neary, um dos embaixadores e pioneiros da comunidade LGBT de Miami.

A tarde contou ainda com a palestra de Mara Keisling, diretora executiva do National Center Transngender Equality (Centro nacional de igualdade para transgêneros), que trouxe à tona as dificuldades que as pessoas trans enfrentam na hora de viajar e como os destinos e estabelecimentos podem criar ambientes seguros para esse perfil de viajantes.

Outro conteúdo interessante foi abordado por Kenneth Kwok, fundador da Global Citizen Capital, empresa de investimentos  com base em Hong Kong  e fundador também da Better Together Foudation, uma fundação de apoio a comunidade de minorias, incluindo a LGBTQ+. Em sua palestra Kenneth apresentou a força econômica dos países asiáticos e destacou a importância dos direitos LGBTQ+ para o desenvolvimento da encomia global, garantindo a ajuda para um crescimento mais circular e sustentável.

O dia terminou em um coquetel que marcou a abertura oficial da convenção, oferecido por NYC&Co no Magic Hour Rooftop Bar and Lounge.

Brasilturis viaja a convite da IGLTA com proteção Affinity e dados móveis Flexiroam

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here