Projeto beneficiará região do baixo São Francisco

Por: Camila Oliveira

 

A Secretaria de Estado do Turismo (Setur) e a Empresa Sergipana de Turismo (Emsetur) receberam os representantes da Secretaria de Estado do Turismo de Alagoas, que apresentaram um projeto para o desenvolvimento do turismo na região do Baixo São Francisco. O projeto contempla ações que beneficiam o estado de Sergipe, sendo uma proposta capitalizada pela Setur-AL junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Agência Espanhola Internacional de Cooperação para o Desenvolvimento e o Instituto Ambiental Brasil Sustentável (IABS) que é a entidade executora do projeto.

 

Para o coordenador do Programa de Desenvolvimento do Turismo no Nordeste (Prodetur), Joab Almeida, Sergipe e Alagoas têm pontos estratégicos de ligação, sendo importante pensar no desenvolvimento integrado das regiões. “Agradecemos a Setur/AL no sentido de incorporar Sergipe na lembrança da concepção do projeto e de pensar no desenvolvimento regional integrado dos dois estados, pois temos pontos estratégicos de ligação como a foz do Rio São Francisco, especialmente a região de Xingó com os Cânions do Rio São Francisco, que são pontos de alta exploração da atividade turística e que a gente consiga atingir a meta de aumento da permanência do turista ali a partir de uma requalificação desses produtos”.

 

Almeida também vislumbrou a possibilidade de criação de novos roteiros em Sergipe e Alagoas com este projeto. “Teremos a probabilidade de levar uma nova perspectiva de planejamento e tratar a qualificação do turismo nessas áreas para que futuramente os Estados possam ter roteiros diferentes dos atuais e que consigam atingir o aumento da permanência do turista nessas áreas”, disse.

 

“Nosso objetivo maior é fazer a apresentação deste projeto que contempla ações que beneficiam o estado de Sergipe e ao mesmo tempo ver quais ações Sergipe tem para o projeto e como podemos desenvolver este trabalho”, comentou o coordenador de Planejamento da Secretaria do Estado de Turismo de Alagoas Jair Galvão .

 

“O valor do investimento no projeto está orçado em cerca de 3 milhões de reais com uma execução de 3 anos, contemplando os componentes de planejamento do destino, elaboração de roteiros integrados, qualificação da oferta e promoção e comercialização do destino”, disse a coordenadora local do projeto de dinamização e sustentabilidade do Turismo no baixo São Francisco, Jannyne Barbosa.

 

CO

 

Deixe uma resposta