Próxima a Lisboa, região do Alentejo apresenta passeios

Por: Chris Flores

Castelos encantados, natureza intocada e um céu de estrelas cadentes. Assim é o Alentejo, em Portugal, um lugar que proporciona atividades tão especiais e que merece ser o próximo destino de viagem. Confira cinco programas imperdíveis para descobrir o que há de melhor na região.


1. Conhecer a história


Passeando pelo Alentejo descobrem-se castelos, monumentos e ruínas impressionantes que contam uma história recheada de encontros com diferentes culturas e civilizações, vestígios romanos e de confrontos com mouros e outros invasores. O Templo Romano, em Évora, é uma ruína com elegantes colunas coríntias que datam do século 1. Deixando as planícies para trás e subindo a Serra de São Mamede até Marvão, o castelo da cidade foi construído em 1299 e é uma verdadeira fortaleza com belíssimas muralhas. Vale uma paradinha em Elvas para ver o impressionante Aqueduto da Amoreira, que possui sete quilômetros de extensão e demorou quase 100 anos para ser construído.

 

2. Visitar vinícolas


Eleito pelo jornal USA Today como Melhor Região Vinícola do Mundo para Visitar, o Alentejo reúne inúmeros programas para os amantes dos vinhos. São mais de 250 produtores da bebida, mas o turista não ficará perdido ao criar seu roteiro: a Associação Rota dos Vinhos do Alentejo (vinhosdoalentejo.pt) ajuda a reservar degustações em adegas. A Enoteca e o Museu do Vinho de Redondo valem a visita. Em novembro confira a Festa da Vinha e do Vinho, em Borba, e em dezembro conheça a Vitifrades, em Vila de Frades, na qual é possível provar vários vinhos, incluindo o de talha, produzido com métodos semelhantes aos usados pelos romanos. Eleita Cidade Europeia do Vinho 2015, Reguengos de Monsaraz prepara uma série de eventos ligados à temática.


3. Aproveitar a natureza


Vários fazendas de grande porte no Alentejo, chamadas de Herdade, abrem suas portas para oferecer verdadeiras imersões na natureza, conhecido como “turismo rural”. São hotéis que vão desde espaços simples a luxuosas propriedades, prometendo gastronomia confeccionada com o que é produzido lá mesmo, já que a fauna e a flora proliferam nos terrenos férteis e nos rios e mares abundam peixes e frutos do mar. Além de passear a pé ou a cavalo passando pelas árvores frutíferas, quem quiser “pôr a mão na massa” pode participar das vindimas, da apanha da azeitona ou alimentar os animais, por exemplo. Algumas Herdades que oferecem atividades de contato direto com a natureza são a Torre de Palma Wine Hotel, a Herdade do Touril e a Herdade das Barradas da Serra.


4. Observar as estrelas


É fácil chegar ao melhor céu do mundo: basta ir até o Alentejo. Por lá, Alqueva foi o primeiro destino do mundo a receber a certificação Starlight Tourism Destination atribuída pela Unesco e pela Organização Mundial de Turismo, que conferem o título a lugares onde a qualidade de observação de estrelas é especial. Operadoras locais organizam programas que, além de românticos, são pra lá de diferentes, pois é possível aprender astronomia, fazer passeios à noite de barco, canoa ou a cavalo, observar animais noturnos e também curtir um piquenique com petiscos tradicionais servidos à luz do luar.


5. Sair do óbvio


As empresas Publibalão (publibalao.com) e Up Alentejo organizam diferentes passeios de balão com vista para as planícies da região. E já que está em Portugal, que tal jantar vestido a rigor em um cenário medieval ou fazer parte de atividades típicas da corte do século 18? Quem oferece é o Fugas Perfeitas (fugasperfeitas.com). Quem quer ver várias bandas internacionais de uma vez só, entre 5 e 8 de agosto deste ano, o festival de música Sudoeste será realizado bem perto das belas praias de Zambujeira do Mar. Pular de paraquedas, fazer um safari em quadriciclo, aprender ski aquático e observar golfinhos são algumas das experiências incríveis que o viajante pode ter no Alentejo.


Informaçõeswww.turismodoalentejo.com.br

 

 

CF

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui