Publicidade e propaganda… O que é o que é?

publicidade

Duas palavras ou dois conceitos que, para reforçar as suas compreensões, poderiam ser incluídos num mesmo contexto. Publicidade está no latim “publicus”: relativo ao povo. O termo também adquiriu o significado de “aberto a toda a comunidade”, em oposição a algo privado. Publicar seria o ato de tornar público/notório um fato ou uma ideia.

A origem também menciona a influência do francês “publicité” que direciona para o que é público, conhecido, não é mantido secreto, para fazer-se conhecer, manifestar-se, declarar-se ou o conjunto de meios utilizados para tornar um produto, uma empresa ou mesmo ideias e princípios conhecido. Fala-se em “publicidade abusiva” (divulgação de mensagem que incita terror, violência ou que explora medo/superstição) ou de “publicidade enganosa” (informação total ou parcialmente falsa que induz, àquele que a recebe, a tirar conclusões erradas sobre um determinado assunto, produto ou ideia; a tal de “fake news”).

Propaganda, por sua vez, tem raiz no latim “propagare”, palavra que era inicialmente usada na agricultura para designar a reprodução das mudas nas parreiras; bem como a utilização do termo pela igreja – “propagação da fé”. É a difusão de mensagem para “propagar” (tornar conhecido, difundir, espalhar, etc.) um produto, uma empresa, uma marca, uma ideia, etc. Os dois conceitos expostos, aqui em pauta, parecem se entrelaçar e se fundir, confundindo, vez ou outra, muitos estudiosos sobre os temas propostos.

Para nós, leigos ou curiosos que utilizam os termos no sabor simplista do seu dia a dia, eu diria que deveríamos entender publicidade como toda e qualquer veiculação gratuita e que a mesma pode ser dividida em “publicidade controlada” (press-releases, press-conferences) e “publicidade não-controlada” (rumores, más notícias, escritos não autorizados e ataques emitidos por pessoas e/ou entidades não pertencentes à pessoa e/ou empresa atingida).

Enquanto propaganda seria compreendida  como toda e qualquer programação e veiculação “paga” (por aquele que vem a utilizar este processo) que expõe o nome da empresa, seus produtos e/ou serviços, assim como sua marca e suas ideias para um determinado público em particular. Ouvem-se caracterizações que distinguem “propaganda institucional” (propagando apenas a marca ou o conceito) ou “propaganda orientada” (para a comercialização específica de um produto/serviço).

A aplicação destes conceitos, na prática, é fundamental para divulgar qualquer produto e/ou serviço a fim de garantir o sucesso – principalmente comercial – de qualquer empreendimento. Dizia um conhecido apresentador de programa televisivo : “quem não se comunica, se trumbica”. Quem não se empenha em divulgar seus produtos e/ou serviços, perde a oportunidade de fomentar possibilidades de sucesso empresarial, pessoal e comercial.

Deixe uma resposta