Qualidade da estrutura do turismo de negócios estimula volta a Pernambuco, diz pesquisa do Recife CVB

0

Por: Rafael Lima

Uma pesquisa encomendada pelo Recife Convention & Visitors Bureau mostra que 92,5% dos participantes de eventos na Região Metropolitana do Recife em 2013 afirmaram ter intenção de voltar a Pernambuco. O levantamento, feito pela consultoria Método, ouviu 993 pessoas. A sondagem traça, há doze anos, o perfil dos turistas de negócios que visitam Pernambuco.

 

Para o presidente do Recife CVB, Bruno Herbert, os resultados comprovam que Pernambuco se consolida como um dos polos de turismo de negócios no País. “A rede hoteleira está preparada, temos espaços para a realização de grandes eventos e o aeroporto de Recife está bem estruturado para receber os turistas”, afirma.

 

A hospitalidade do povo pernambucano e os atrativos naturais do Estado se destacam entre os itens que mais agradaram os turistas (53,6% e 51,6%, respectivamente), seguido da culinária com 44,8%. O atendimento nos atrativos naturais visitados também foi bem avaliado, chegando a 86,1% a proporção dos conceitos excelente ou bom. Já nos hotéis, a avaliação excelente e boa foi de 86,7%. Em dados gerais, o Estado surpreendeu positivamente 32,1% dos consultados e 64,2% deles afirmaram ter gostado de Pernambuco.

 

A pesquisa ainda aponta que 29,1% dos entrevistados aproveitaram a participação no evento para viajar a Pernambuco mais cedo ou ficar mais dias no Estado. A permanência média além da data da conferência ou congresso foi de 2,5 dias, com gasto médio diário de R$ 460,75.

 

A maioria dos participantes do turismo de negócios em Pernambuco é da região sudeste (44,3%), 25,7% da região nordeste, enquanto 11,0% eram da região sul.

 

O público que movimentou o turismo de negócio em Pernambuco no ano passado é qualificado. 21,9% têm pós-graduação, sendo 20,8% com mestrado, doutorado ou pós-doutorado.

 

A proporção de mulheres e homens nos eventos é equivalente (50,9% e 49,1%). Dos entrevistados, 55,5% têm 40 anos ou menos.

 

O avião foi o meio de transporte mais utilizado (84,2%). O percentual dos que utilizaram carro próprio chegou a 12,7% dos consultados, enquanto 2,2% fizeram uso de ônibus. A maior parcela de consultados fez uso de táxi (59,6%) para se locomover no estado, seguindo-se as opções carro (20,2%) e ônibus/micro ônibus (16,6%).

 

 

RL

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here