Receptivos de Alagoas se preparam para a temporada 2013/2014

Por: Rafael Lima

 

Com o objetivo de estruturar a alta temporada 2013/2014, que já começa em novembro, o Grupo de Receptivos de Alagoas (Gral) reuniu os órgãos responsáveis pelo bom desempenho da atividade turística. O encontro aconteceu no Hotel Ponta Verde e contou com a participação e apoio da Secretaria de Estado do Turismo (Setur-AL).

 

Participaram da reunião a Capitania dos Portos, Bombeiros, Polícias Civil e Militar, pontos de apoio, restaurantes e transportadores em geral. Para Alfonso Dacal, presidente do Gral, como a temporada demanda um fluxo maior de turistas é necessário se preparar. “Fazemos essa reunião anualmente”, declarou.

 

Durante a reunião, foram discutidos temas como: fiscalização das embarcações, preços de produtos e alimentos, estrutura dos pontos de apoio, segurança do turista, entre outros. Segundo Dacal, outras reuniões serão agendadas com o Procon e a SMTT nos próximos dias.

 

Já de acordo com Raquel Tenório, secretária adjunta de Estado do Turismo, a Setur-AL sempre trabalha em parceria com órgãos e entidades que contribuem para a excelência no funcionamento dos serviços turísticos em Alagoas.

 

“Como a atividade é dinâmica e sensível, precisa que diversos setores vinculados ao turismo estejam funcionando bem, a exemplo da saúde, segurança e infraestrutura. Estamos nos reunindo com o intuito de oferecer um destino estruturado”, afirmou Raquel.

 

A secretária de Estado do Turismo, Danielle Novis, ressaltou a importância dos prestadores de serviços turísticos e do ordenamento dessas atividades. “Hoje, dia 24, às 18h30, no Centro de Convenções, a Setur-AL realiza o Seminário Prestadores de Serviços Turísticos – Oportunidades, Ética e Aspectos Legais com o objetivo de esclarecer, informar e orientar acerca da importância de cada prestador no exercício de suas atividades, bem como o papel de cada órgão que, através de seus instrumentais jurídicos e regulamentadores, contribuem para o ordenamento e disciplinamento da atividade turística no Estado de Alagoas”, explicou.

 

RL

Deixe uma resposta