Rede Tierra anuncia reabertura de seus hotéis no segundo semestre

O funcionamento de todas as unidades da Rede Tierra dependem das indicações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e das autoridades chilenas

Rede Tierra
Tierra Atacama. Foto: reprodução

A Rede Tierra agendou para 3 de setembro a reabertura da unidade Atacama. Em seguida, em 1 de outubro, será a vez do Tierra Patagonia, e posteriormente, em 30 de outubro, haverá a abertura do Tierra Chiloé. O funcionamento de todas as unidades dependem das indicações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e das autoridades chilenas.

No momento, as fronteiras do Chile estão abertas para turistas brasileiros, mas com uma série de exigências. É necessário apresentar na chegada um exame de PCR negativo que tenha sido realizado no máximo 72 horas antes do embarque e também preencher de forma eletrônica uma declaração juramentada com informações de contato, saúde e histórico de viagem. Além disso, deve-se ter um seguro-saúde que cubra benefícios associados à covid-19 durante a permanência no Chile, com uma cobertura mínima de US$ 30.000.

Nos 14 dias após a entrada no país, formulários diários de acompanhamento devem ser preenchidos. Vale lembrar que desde 31 de dezembro, a quarentena de dez dias é obrigatória e só pode ser suspensa mediante um resultado negativo de PCR obtido a partir do sétimo dia. Os brasileiros também não podem ter passado pelo Reino Unido 14 dias antes da chegada ao país.

As restrições também valem paras viagens domésticas. Após a chegada a Santiago, somente se tem 24 horas para seguir até o destino final em outra região do país, onde as medidas sanitárias deverão ser cumpridas. Para o deslocamento é necessário apresentar o cartão de embarque da companhia aérea e só é possível viajar para as comunas que estejam na fase dois ou superior da pandemia.

Deixe uma resposta