Reed Exhibitions anuncia apoio para ONGs em prol da igualdade racial

As organizações que serão beneficiadas pela Reed Exhibitions estão no Brasil, Estados Unidos, Reino Unido e África

Reed Exhibitions
Foto: reprodução

Na última quarta-feira (20), a Reed Exhibitions anunciou seu compromisso de doar US $ 1 milhão nos próximos cinco anos para parceiros selecionados sem fins lucrativos em todo o mundo que estão trabalhando para melhorar a inclusão e a diversidade em suas comunidades locais.

“O fundo Reed Exhibitions Charity 2020 de US$ 200 mil foi oficialmente alocado para instituições de caridade no Brasil, África do Sul, Reino Unido e EUA. Estamos ansiosos para embarcar nessa jornada, causar um impacto real em nossas comunidades e trabalhar com cada uma das organizações para ajudá-las a atingir seus objetivos”, pontua Alinne Rosa, global executive Sponsor for Race da Reed Exhibitions.

As organizações que serão beneficiadas pela primeira parcela das doações são o Instituto Adus, Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial e a Universidade Zumbi dos Palmares no Brasil; 18Twenty8 e Oliver’s House na África do Sul; Heritage Corner e The Racial Justice Network no Reino Unido; e A Better Chance em Darien e Ally2Action nos EUA.

“A doação feita a cada instituição de caridade apoiará negros e minorias étnicas nas comunidades em que a RX está presente globalmente. Cada uma das iniciativas de caridade está diretamente relacionada aos objetivos do GRC de Pessoas, Negócios e Comunidade. Quando apropriado, procuraremos encontrar oportunidades de trabalhar com instituições de caridade para criar workshops, realizar discussões abertas e identificar oportunidades de orientação na Reed Exhibitions. Este lançamento emocionante é apenas o início de uma parceria poderosa”, afirma Devon DeAngelo, Social Media Manager, Reed MIDEM (França), que tem coordenado a iniciativa em nome do Global Race Relations Committee (GRC).

No Brasil, o selecionado foi o Instituto Adus, fundado em 2010. A organização atende refugiados e outras vítimas de migração forçada, na cidade de São Paulo. A Universidade Zumbi dos Palmares é a única universidade do Brasil dedicada a alavancar a educação superior de afrodescendentes no país e tem como missão a inclusão e a formação qualificada de profissionais comprometidos com os valores da ética, da dignidade humana e da diversidade étnica racial.

A Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial é um movimento formado por empresas e instituições comprometidas com a promoção da inclusão racial e a superação do racismo. Eles fornecem declarações por escrito de empresas sobre seu compromisso com a igualdade étnico-racial, bem como investem em muitas outras iniciativas, incluindo o desenvolvimento de carreiras aceleradas e a preparação de profissionais negros para cargos de liderança sênior.

Na África do Sul, o Oliver’s House gerencia quatro projetos sociais: Oliver’s Village Early Childhood Development Center, o Educational Learning Center, o Computer Training Center e Oliver’s Village. Sua missão é inspirar os desfavorecidos, proporcionando e criando um ambiente estimulante para empoderar os jovens no estabelecimento e o cumprimento de compromissos, além de expandir suas perspectiva de vida.

O 18twenty8 é uma organização sem fins lucrativos premiada, liderada por mulheres, que capacita mulheres jovens desenvolvendo estratégias para seu desenvolvimento educacional e pessoal. Eles incentivam as mulheres jovens, com idades entre 18 e 28 anos, a buscar o ensino superior como uma ferramenta atraente e necessária para seu empoderamento.

Já a Heritage Corner no Reino Unido, apresenta colaborações criativas e serviços públicos sobre a histórica presença africana em Yorkshire. Seu foco é expor narrativas ocultas sobre a história negra, exemplificando o estado estruturado e desenvolvido da África pré-comércio transatlântico e colonialismo. Eles também oferecem workshops de treinamento em espaço seguro para as pessoas discutirem ideias sobre raça e identidade. Sua abordagem é o desafio, não o confronto.

A Racial Justice Network (RJN) reúne mais de trinta organizações e indivíduos para promover de forma proativa a justiça racial e abordar os legados do colonialismo para mudar as percepções negativas da migração e enfrentar o racismo por meio de várias iniciativas, como cursos de desaprendizagem do racismo e conversas coletivas na comunidade em geral, bem como consultoria, relatórios e workshops para empresas com objetivos de melhorar na diversidade e inclusão.

E nos Estados Unidos, a Ally2Action é uma instituição de caridade sem fins lucrativos cuja missão é acelerar a reconciliação racial, transformando o medo de participar em um engajamento corajoso. Eles fazem a curadoria de conteúdo para educar e informar sobre as relações raciais e a história negra nos EUA, facilitando a compreensão sobre “como” participar da mudança.

A Better Chance in Darien é um programa de escola comunitária que apoia alunas negras de áreas carentes. Sua missão é aumentar o número de jovens negros academicamente promissores que são capazes de assumir posições de liderança na sociedade americana.

“Quando lançamos nosso Global Race Relations Committee em julho do ano passado, assumimos o compromisso de contribuir com apoio financeiro para facilitar mudanças sustentáveis positivas, tanto em termos de financiamento, mas também de serviços a organizações que ajudam a apoiar mudança social, combater a injustiça e promover o Estado de direito. As instituições de caridade que apoiaremos foram identificadas a fim de criar mudanças significativas e duradouras que se alinham com as prioridades e valores estratégicos da Reed Exhibitions e estou ansioso para trabalhar com elas”, ressalta Hugh Jones, CEO da Reed Exhibitions.

Deixe uma resposta