Regent Seven Seas volta aos mares em setembro; confira

A viagem inaugural da RSSC será abordo do Seven Seas Splendor, partindo do Reino Unido em setembro de 2021 com duração de 11 noites

Regent Seven Seas

A Regent Seven Seas Cruises (RSSC) acaba de anunciar seu retorno à navegação com o Seven Seas Splendor zarpando do Reino Unido a partir de setembro de 2021. A viagem será de 11 noites, ida e volta de Southampton, Inglaterra, visitando a Escócia, Irlanda do Norte e Irlanda.

“Em setembro, teremos a dupla celebração de nosso retorno aos mares, pois também vamos recomeçar a temporada inaugural do navio que aperfeiçoa o luxo, o Seven Seas Splendor. Com design imaculado, suítes luxuosas, culinária requintada, entretenimento dinâmico e serviço personalizado, o Seven Seas Splendor foi um dos navios mais esperados na história dos cruzeiros, e minha promessa aos nossos hóspedes leais e empolgados é que sem sombra de dúvida vai valer a pena espera”, pontua Jason Montague, presidente e CEO da Regent Seven Seas Cruises.

Após sua viagem inicial, o navio vai passar a explorar o Mediterrâneo antes de cruzar o Atlântico para navegar no Caribe. No site há ofertas o trajeto abordo do Seven Seas Splendor e no Caribe no início de 2022.

O retorno a navegação do restante da frota Regent será anunciado em datas futuras, com suspensão atual de viagem estendida até 30 de setembro de 2021 para o Seven Seas Explorer, o Seven Seas Mariner, o Seven Seas Navigator e o Seven Seas Voyager. As viagens do Seven Seas Splendor estão suspensas até sua viagem de 11 de setembro de 2021 saindo de Southampton.

Durante a suspensão voluntária de cruzeiros, a Regent Seven Seas Cruises ampliou seus existentes protocolos de saúde e segurança, estabelecendo o Programa de Saúde e Segurança SailSafe, uma estratégia com respaldo científico que cria vários protocolos de proteção contra covid-19.

“O bem-estar de nossos hóspedes, tripulação e as comunidades que visitamos sempre foi de suma importância, e nosso programa de saúde e segurança SailSAFE garante que continue assim, sem diminuir a experiência do hóspede”, reforça Montague.

No site da RSSC estão os requisitos atuais para embarcar, como a vacinação total de todos os passageiros e tripulantes com pelo menos duas semanas antes da partida e tendo testes universais, protocolos que a linha de cruzeiro acredita que proporcionarão uma experiência de férias saudável e segura.

Deixe uma resposta