Rio de Janeiro reduz ICMS de bares e restaurantes de olho no turismo

A medida do governo do Rio de Janeiro atende a um pleito da SindHotéis RJ, da SindRio, da Secretaria de Fazenda e da Secretaria de Turismo

0
Otávio Leite, secretário de Turismo do Rio de Janeiro (Foto: Ana Azevedo)
Otávio Leite, secretário de Turismo do Rio de Janeiro (Foto: Ana Azevedo)

O Rio de Janeiro está mais “atraente” para os donos de bares e restaurantes. O estado reduziu o ICMS cobrado de estabelecimentos da categoria de alimentação para 4%, por meio de decreto do governador Wilson Witsel, publicado nesta quarta-feira (19).

A medida do governo do Rio de Janeiro atende a um pleito da SindHotéis RJ, da SindRio, da Secretaria de Fazenda e da Secretaria de Turismo, que apostam que a redução trará mais investimentos e, consequentemente, mais turistas que buscam opções gastronômicas.

Para Otavio Leite, secretário de Turismo do Rio de Janeiro, a gastronomia é de grande importância para o segmento de viagens, uma vez que quanto mais o setor estiver organizado, divulgado, qualificado e justamente tributado, melhor para todos.

“A gastronomia é hoje um dos ingredientes mais importantes numa política de turismo e o Rio de Janeiro tem um potencial formidável que tem que ser desenvolvido”, destacou o secretario.


LEIA MAIS

+ Rio de janeiro recebe primeiros turistas estrangeiros isentos de vistos
+ Azul anuncia operação diária entre Rio de Janeiro e Brasília; veja horários
+ Turismo LGBT: como as políticas públicas devem atuar pela promoção?

Para Alfredo Lopes, presidente do SindHotéis RJ, é fundamental para o desenvolvimento dos hotéis se manter um preço competitivo na área de gastronomia e a redução do ICMS contribui para toda a cadeia hoteleira fluminense.

“Há cinco anos vem sendo feito um trabalho forte de divulgação na área de gastronomia. O imposto era 12%, houve uma redução durante um período para 4%, e, no último ano, esse desconto foi cancelado. O sindicato entrou com uma liminar, buscando manter esse desconto e agora foi reconhecida a legalidade desse desconto”, apontou.


Leia Também:

Fortalecimento do destino Brasil é tema da agenda do MTur em Paris
Prefeitura e Salvador Destination incentivam turismo de negócios e eventos
Expedia: demanda por destinos brasileiros cresce 26% no 1ºT2019

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here