Rio de Janeiro inaugura plano de incentivo ao turismo religioso; confira

Rio de Janeiro

 Na próxima terça-feira (1), às 17h00, Elba Ramalho fará uma apresentação no lançamento do plano da RioTur e Rio Convention & Visitors Bureau (Rio CVB) para promover o turismo religioso na cidade, que acontecerá no Santuário Cristo Redentor.

Na cerimônia, nesta terça-feira, será assinado um termo de cooperação entre o Rio CVB e os principais parceiros: Santuário Cristo Redentor; Associação Arquidiocesana Tarde com Maria; Associação Cultural Memorial do Holocausto; e Centro Cultural Jerusalém. Associados ao Rio CVB também participam do plano de ações. A ideia é que o grupo incentive a captação e apoie a entidade na organização de eventos religiosos no Rio. A parceria também vai viabilizar material publicitário e campanhas para incentivar as atividades.

“O incentivo ao turismo religioso é uma das bandeiras do Rio CVB para a retomada do setor. Queremos chegar aos 100 anos do Cristo Redentor, em 2031, celebrando a marca do Rio como destino religioso mais buscado do país”, aponta Sonia Chami, presidente-executiva do Rio CVB.

O turismo religioso é uma importante estratégia para a retomada do setor tão abalado pela pandemia. Enquanto o Cristo Redentor recebe 3 milhões de turistas por ano, o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida (Aparecida, SP) atrai 13 milhões.

“O Rio de Janeiro sempre teve vocação ao Turismo Religioso. A novidade de agora, com essa parceria, é fazer florescer o que até então estava suprimido ou subestimado”, destaca o reitor do Santuário Cristo Redentor, Padre Omar.

O objetivo do Rio CVB e dos demais parceiros é aumentar o fluxo nos próximos 10 anos. Se o Rio conseguir atrair 3% dos visitantes da Basílica de Aparecida, a economia da cidade pode ganhar R$ 300 milhões por ano.

Com apoio da Prefeitura do Rio, o plano tem o objetivo de dar visibilidade a diversos pontos de interesse religioso, como o Santuário de Fátima, o Memorial do Holocausto e o Centro Cultural Jerusalém.

“O Rio de Janeiro possui uma imensa riqueza histórica de cunho religioso. São símbolos de grande importância tanto para o catolicismo quanto para o judaísmo, protestantismo e as religiões afro-brasileiras. Precisamos jogar luz sobre todo esse acervo para tornar a cidade protagonista no importantíssimo mercado do turismo religioso”, pontua o secretário municipal de Turismo do Rio, Cristiano Beraldo.

A cerimônia seguirá as normas internacionais contra a covid-19) e as regras de ouro da Vigilância Sanitária, com o uso obrigatório de máscara pelos presentes e o respeito ao distanciamento social. O evento será transmitido pelos canais oficiais do Cristo Redentor e do Padre Omar.

Deixe uma resposta