Rio de Janeiro planeja reabertura dos espaços culturais

Rio de Janeiro

O governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, se reuniu Adriana Homem de Carvalho e Danielle Barros, secretárias de Turismo e de Cultura e Economia Criativa, respectivamente, para tratar do plano de reabertura dos espaços culturais e da retomada do turismo no estado. Teatros, cinemas, museus, galerias de arte, entres outros equipamentos, públicos ou privados, poderão ser incluídos no site Turismo Consciente, criado pela secretaria de Turismo, que permite ao público verificar quais serviços turísticos estão cumprindo com os protocolos que minimizam o contágio pela covid-19.

“Nosso potencial turístico é incrível. Temos obrigação de usar nossas belezas naturais, de forma sustentável, para gerar emprego e renda para o nosso povo. Acreditamos que o ‘combo’ turismo e cultura, aliado aos protocolos de segurança, é fundamental para atrairmos os turistas”, afirmou Castro.

Adriana ressalta que o desafio, neste momento, é mostrar para as pessoas que o estado está preparado para fazer todo o receptivo turístico deforma segura. “Identificamos, com base em outros países, que o turismo com tendência de crescimento hoje é o rodoviário,com as pessoas optando pela viagem de carro ou de ônibus. Por isso, vamos reforçar a divulgação para os nossos vizinhos do Espírito Santo, Minas Gerais e São Paulo. E, como o Rio de Janeiro é um estado pequeno, vamos estimular visitas em diversos pontos dentro de uma única viagem. As pessoas podem, por exemplo,ter uma experiência na Região Serrana e no litoral em uma mesma semana”, explicou.

Desde março, a Setur-RJ vem trabalhando para estruturar a retomada das atividades. Em agosto, a Secretaria foi reconhecida internacionalmente como referência por boas práticas em Turismo Consciente e se tornou embaixadora do selo internacional “Safe Travels”. Criado pelo Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), o selo estabelece protocolos, a fim de tornar as viagens ainda mais seguras. A iniciativa foi intermediada pela pasta, colocando o estado como primeiro da Região Sudeste a ter a chancela internacional – em âmbito nacional, o Rio Grande do Norte foi o pioneiro.

Apoio para a Cultura

Durante a reunião, a secretária de Cultura também apresentou o plano para a utilização dos recursos da Lei Federal Aldir Blanc, sancionada pelo governador em exercício. A secretaria realizou, durante dois dias, encontros virtuais e presenciais com a sociedade civil. “Esses recursos vêm para socorrer os artistas. É um presente para o setor cultural que vamos operacionalizar. Temos promovido um diálogo muito potente e revelador com a classe artística e com agentes da área de cultura do estado”, afirma Danielle.

Cerca de 20 mil trabalhadores devem receber o auxílio emergencial, pago em parcelas de R$ 600 por cinco meses consecutivos. O repasse será realizado aos cadastrados por meio de em uma plataforma digital, que está sendo desenvolvida em parceria com o governo federal

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui