Rio Galeão confirma retomada de voos para Portugal em maio; Confira

Estimativa este mês é de 213 voos, frente aos 182 realizados em abril de 2020

Malha aérea - american, delta, united, gol, azul, avianca, ita, itapemirim, anac, abear

Nesta sexta-feira (8), o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro Galeão (RioGaleão/GIG) confirmou a retomada de um voo semanal para o Aeroporto de Lisboa (LIS), em Portugal pela TAP. As frequências decolam a partir de 22 de maio.

Também foram confirmados cinco voos nacionais da Gol, partindo do aeroporto fluminense, a partir de 24 de maio:

  • Aeroporto Internacional de Fortaleza – Pinto Martins (FOR) – cinco frequências semanais;
  • Aeroporto Internacional de Florianópolis (FLN) – três frequências semanais;
  • Aeroporto Internacional de Natal (NAT) – três frequências semanais;
  • Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre (REC) – três frequências semanais;
  • Aeroporto Internacional de Salvador – Dep. Luís Eduardo Magalhães (SSA) – três frequências semanais.

Com o aumento da malha essencial em maio, a operação do aeroporto terá um crescimento estimado de 17% neste mês, em relação a abril deste ano. A estimativa é de que o número de voos passe de 182 operados em abril para 213, previstos para maio, sendo 205 domésticos e oito internacionais. Serão, em média, sete pousos e decolagens por dia, com movimentação aproximada de 820 passageiros. Em maio, deverão passar pelo aeroporto cerca de 25.300 passageiros.

Medidas de limpeza e desinfecção

Desde o início do decreto de emergência sanitária, o RIOgaleão ativou o plano de enfrentamento à covid-19, que inclui ações de treinamento e prevenção com a comunidade aeroportuária, empresas de ground handling e prestadores de serviços. A concessionária segue colocando em prática medidas constantes para garantir que o RIOgaleão se mantenha um local seguro e limpo para passageiros e comunidade aeroportuária e trabalha em diversas frentes com o foco em limpeza e desinfecção, intensificando procedimentos e capacitação de profissionais, como forma de assegurar que o aeroporto continue sendo um espaço seguro e higienizado para a circulação de pessoas.


Deixe uma resposta