Rodrigo Linck destaca importância de experiências e propósitos

Durante o segundo dia do Festuris Connection, Rodrigo Linck mostrou que propósitos geram valor e, consequentemente, proporciona experiências

Rodrigo Linck
Rodrigo Linck

Gramado/RS – Dando continuidade ao tema Jornada do Turista 4.0, uma das pautas do Festuris Connection – que se encerra nesta sexta (7) –, Rodrigo Linck, CEO da Pravy, falou sobre como criar e comunicar experiências autênticas e modelos de negócios para o mercado. Segundo o profissional, falar em produto, hoje, é o mesmo que abordar experiência.

“A gente ouve que experiência é um diferencial, uma estratégia de marketing e vocês verão que isso está caindo por terra. Experiência é uma obrigação. A inovação está acontecendo dentro do nosso negócio, mas estamos perdendo oportunidades. Será que a estrutura operacional da sua empresa está permitindo essa inovação?”, destaca.

Ainda de acordo com o profissional, o produto é uma extensão da experiência. “E o design é um grande facilitador e é essencial que todos na organização entendam as implicações da mudança de economia de serviços para a economia de experiências”, comenta.

Linck chama a atenção para o fato de o cliente já não buscar comprar algo, mas acreditar em algo e, por isso, cita o Future Fit, que permite com que o valor não diminua e aumenta a possibilidade de humanos e outras vidas floresçam na terra ao gerar valor e fazendo algum tipo de contribuição.

Por isso, o CEO desafia o público a entender em qual estágio está o seu próprio negócio:

  • Foco no lucro: a empresa existe com foco financeiro e vai privatizando ganhos e socializando perdas
  • Sustentabilidade Fraca: com impactos negativos que são justificados por fazer bem em outro lugar
  • Sustentabilidade forte: quando há uma relação sistêmica entre negócio, social e meio ambiente.

Linck também destaca durante sua palestra os 4 Ps – Pessoas, Propósito, Planeta e Plataforma. “Com propósito nós estabelecemos uma relação de autenticidade que eu tenho com a sociedade e para o planejar, porque ele é autêntico e genuíno. Além disso, plataforma não é mais um privilégio, mas a base de todas as relações, para comentar experiências antes, durante e depois. A experiência do consumidor já está acontecendo e plataforma nos permite isso”, detalha.

Ainda de acordo com o profissional, a empatia pode auxiliar nesse processo de propósito, visto que possibilitará que haja uma compreensão mais profunda dos problemas e das questões existentes, a fim de desenvolver uma solução de negócio. “É muito mais profundo do que pensar em inovação de mercado. Assim, eu consigo definir problemas, fazer perguntas”, pontua.

Deixe uma resposta