Salvador Bahia Airport é o aeroporto mais sustentável do Brasil

O reconhecimento foi dado para ao Salvador Bahia Airport pelo segundo ano consecutivo após conseguir a pontuação mais alta na categoria

Salvador Bahia Airport

O Salvador Bahia Airport foi reconhecido, pelo segundo ano consecutivo, como o aeroporto mais sustentável do Brasil, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O terminal aeroportuário conseguiu a pontuação mais alta na categoria (mais de 5 milhões de passageiros por ano) no Prêmio “Aeroportos Sustentáveis”.

Além disso, o Salvador Bahia Airport também teve a maior pontuação entre todas as categorias, atingindo o score de 89,96%. A média para a sua categoria foi de 71,9%. Essa pontuação é calculada a partir do cumprimento de critérios estabelecidos pela Anac. As notas mais altas foram obtidas em:

  • Gestão da mudança climática
  • Gestão de energia elétrica
  • Gestão da qualidade do ar local
  • Gestão hídrica

“Essa conquista só foi possível porque temos a preservação do meio ambiente no centro da nossa estratégia de negócios.  A transição para a aviação sustentável é uma dinâmica comum para todos os aeroportos da rede Vinci Airports”, explica Yann Le Bihan, diretor técnico do Salvador Bahia Airport.

O Salvador Bahia Airport, desde a concessão, vem se destacando em suas ações ambientais. Ele foi o primeiro do Brasil a instalar de uma usina solar, a não dispensar resíduos s´lidos em aterro sanitário e ser zero efluente. Além disso, recebeu o selo de “Aeroporto Verde” do Conselho Internacional de Aeroportos – América Latina e Caribe (ACI-LAC).

O terminal está com algumas metas ambiciosas estabelecidas, incluindo da redução da pegada de carbono e do consumo de água potável em 50% e a não dispensação de resíduos sólidos para aterro sanitário.

Além de projetos, como a usina solar e a estação de Tratamento de Efluentes (ETE), com 99,5% de eficiência, outros foram implementados e 12 novas soluções concretas estão em fase de estudo para ser incluído ainda este ano.

Um exemplo é a iniciativa que reaproveita a água de condensação do sistema de ar-condicionado. O projeto vai permitir que o aeroporto economize mais de 15 mil metros cúbicos de água por ano. Nosso time está sempre em busca de oportunidades para melhorar nossa performance ambiental”, aponta Yann Le Bihan.

Deixe uma resposta