Santur apresenta estratégias para turismo pós Covid-19

De acordo com a Santur o Centro de Eventos de Balneário Camboriú é obra prioritária

Na última semana, a Secretaria de Turismo de Balneário Camboriú (Santur) e o Balneário Camboriú Convention & Visitors se reuniram para discutir estratégias para o turismo no cenário pós Covid-19. A reunião online visa definir ações que minimizem os impactos causados pelo Covid-19.

“Não estamos medindo esforços para agilizarmos a obra, realizando os pagamentos que estavam atrasados, para que nenhuma empresa fique esperando. Apesar de toda essa turbulência que estamos vivendo e do período em que as obras ficaram paralisadas, nós conseguimos solicitar ao Governo do Estado que o local entrasse como obra prioritária para retomarmos a construção. Trabalharemos em conjunto com todo o trade turístico para finalizarmos o quanto antes”, explica Leandro Mané Ferrari, presidente da Santur.

Entre as ações discutidas, o Governo do Estado irá assinar um acordo com a Agência de Fomento do Estado de SC (Badesc), com o objetivo de captar recursos para empréstimos às empresas do setor turístico que se cadastraram no crédito especial e não conseguiram obter retorno. O órgão também está em contato com o Ministério do Turismo solicitando o não cancelamento dos feriados, já que o setor turístico depende disso para se manter firme fora da temporada.

A MP 907 da Embratur, que está sendo discutida na Câmara dos Deputados, sobre o recurso de divulgação no mercado internacional, poderá se transformar em recurso nacional no prazo de dois anos e o setor espera que cada estado tenha um recurso próprio para promoção interna dos destinos. Pensando nisso, a Santur criou um projeto que está em fase de conclusão chamado “SC para Catarinenses”, para incentivar que as pessoas do estado viagem dentro do próprio estado.

Para o Secretário de Turismo de Balneário Camboriú, Valdir Walendowsky, dentro da ótica de uma situação em que vivemos agora, é natural que todo mundo se ajude. “Precisamos buscar cada vez mais essa união e que através do turismo a gente consiga ajudar a economia de Santa Catarina. Nossa cidade tem o turismo como carro-chefe da economia e para que ele funcione, temos que perceber que temos uma serie de segmentos por trás que fazem com que a economia gire. Todos estão com medo de fazer eventos, mas se conseguirmos abrir um cronograma no Centro de Eventos, conseguiremos fazer com que mais eventos apareçam para a nossa região”, salienta.

Segundo a Presidente do BC Convention, Margot Rosenbrock Libório, os trabalhos do setor turístico estão retornando aos poucos. “Por parte do BC Convention ficamos ansiosos pela questão do Centro de Eventos e sabemos que esse é um momento bastante complicado. Apesar disso, nos preocupa que talvez tenham que ser revistas as condições dos processos de concessões, o que vai adiar ainda mais seu funcionamento. A entidade também precisou adiar os projetos de promoção do destino e a parceria com a Santur é fundamental para avançarmos após a pandemia”, afirma.


1 COMENTÁRIO

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui