São Paulo elege nova diretoria da Aprecesp; confira

Disputada por duas chapas, escolha é parte importante para a retomada das atividades turísticas de São Paulo

são paulo
Foto reprodção

Na última quinta-feira (21), Marco Antonio de Oliveira, prefeito de Morungaba, foi eleito presidente da Associação das Prefeituras das Cidades Estância do Estado de São Paulo (Aprecesp). A chapa “Turismo de São Paulo ainda mais forte”, teve 24 votos, contra 16 da concorrente “Turismo Forte”.

Fazem parte da nova diretoria os prefeitos de Itanhaém, São José do Barreiro, Brotas, Mongaguá, Campos do Jordão, Nuporanga, Holambra e Iguape. O eleito, vice na gestão anterior, já vinha exercendo o cargo desde o afastamento de Leandro Pilha, então presidente. A votação, secreta, ocorreu logo após a apresentação do balanço da gestão de 2020. 

Na mesa diretora, ao lado do secretário de Turismo do Estado de São Paulo, Vinicius Lummertz, e do próprio Marco Antonio de Oliveira, estavam o deputado estadual Edmir Chedid e a chefe de gabinete da Secretaria de Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, Juliana Ogawa, representando o secretário Marco Vinholi.

“São Paulo é parte central da solução do turismo e tem um imenso potencial para apoiar o País na retomada da economia. Hoje é um dia democrático de eleição. Independentemente do resultado, vamos lutar por um turismo mais forte que conduza o Estado de forma positiva no cenário de retomada das atividades”, pontua Vinicius Lummertz, secretário de Turismo de São Paulo

A Aprecesp é uma entidade sem fins lucrativos, criada em 1985 com o objetivo de representar os interesses e trabalhar pelo desenvolvimento turístico das 70 estâncias do Estado divididas entre: balneárias, climáticas, hidrominerais e turísticas.

A entidade tem assento no Conselho Estadual de Turismo, na Câmara de Turismo da Federação do Comércio e no COC – Conselho de Orientação e Controle do DADE – Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias, órgão ligado à Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo.

Deixe uma resposta