São Paulo recebe a maior competição de educação profissional do mundo

Por: Chris Flores

A cidade de São Paulo foi escolhida para receber a 43ª edição da WorldSkills, a maior competição de educação profissional do mundo que acontece entre os dias 12 e 15 deste mês, no Anhembi. A capital paulista disputou a vaga de cidade-sede do evento com a capital espanhola, Madri, mas levou a melhor graças aos esforços da Prefeitura de São Paulo e da São Paulo Turismo (SPTuris, empresa municipal de turismo e eventos), que administra o espaço onde ocorrerá o encontro.

Pela primeira vez no Brasil e na América Latina, o evento deve superar a marca de competidores registrados na última edição realizada em Leipzig, na Alemanha, em 2013. Na ocasião, mais de mil participantes de 53 países disputaram medalhas em 46 ocupações. A expectativa agora é receber 1,1 mil jovens de 59 nacionalidades diferentes que disputarão o título de melhor profissional do mundo em 50 ocupações técnicas da indústria e do setor de serviços. 


Para o secretário municipal para Assuntos de Turismo e presidente da SPTuris, Wilson Poit, a realização do evento na capital paulista reforça a imagem de cidade educadora e profissionalizante e a coloca no radar de entidades ligadas ao ensino do mundo inteiro. ‘São Paulo é referência em geração de conhecimento, inovação e tecnologia e destino também para estudos. Reunimos aqui boas escolas, cursos excelentes e ótimas universidades. Queremos fortalecer isso’, afirmou.

Além dos jovens que estarão na disputa, a expectativa dos organizadores do evento – a World Skills International e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) – é que cerca de 200 mil visitantes acompanhem as provas e participem dos eventos paralelos da competição. Durante o evento, serão transportados 67 mil alunos das escolas públicas para visitar o evento.


Turismo e estrutura do evento no Anhembi


De acordo com estimativas do Observatório de Turismo e Eventos (núcleo de estudos e pesquisas da SPTuris), 42% dos apartamentos em hotéis da cidade devem ser ocupados por visitantes e participantes do WorldSkills durante o período. O impacto econômico direto do evento somente com meios de hospedagem pode chegar a R$ 29 milhões. Já são 33 hotéis ocupados apenas com competidores e delegados, fora os visitantes. E foram ainda contratadas 3.350 diárias de ônibus padrão turismo, 400 diárias de micro-ônibus e 570 diárias de vans para transporte dos alunos das escolas públicas para o evento.


Para a realização da competição, todo o Anhembi foi disponibilizado. Além do Pavilhão de Exposições e do Palácio das Convenções, a estrutura do evento conta com 68 mil m² de tendas montadas principalmente na pista central e área de estacionamento do complexo. É a maior estrutura já montada no local.


Outra novidade realizada para o evento e que permanecerá como legado para o Anhembi é a estrutura de tecnologia. Foram disponibilizados 2 Gbps (gigabits por segundo) de internet e mais de 400 antenas de distribuição de sinal wireless para 212 mil m² de área, ou seja, para todo o complexo Anhembi, exceto estacionamentos. Para monitorar o funcionamento da rede, duas áreas de Network Operations Center (NOC) serão instaladas. As centrais funcionarão 24 horas e terão equipes especializadas.



CF

Deixe uma resposta