Satisfação profissional e felicidade pessoal podem habitar a mesma pessoa?

0

Por Enzo Avezum*

Sim, podem. Ficou feliz, certo?!  Mas sendo bem objetivo à pergunta do título, talvez você demore a descobrir. Ou não.

Segundo uma pesquisa realizada em 2016 pela empresa holandesa Randstad, especializada em soluções de trabalho flexível e recursos humanos em 34 países, a resposta também é positiva para 74% dos entrevistados. Apenas 8% responderam estar insatisfeitos. O estudo foi realizado com pessoas entre 18 e 65 anos de idade, que trabalham no mínimo 24 horas semanais para algum empregador, seja como terceirizado ou empregado diretamente.

Os brasileiros que responderam sim à pergunta representaram 75%, mesmo índice da Bélgica. Talvez pareça curioso, mas os países com a maior taxa de satisfação pessoal e profissional foram México e Índia. E os menos satisfeitos, disparados, foram os japoneses, com um índice de insatisfação de 43%.

Mas como assim? Com tantos problemas sociais, econômicos e políticos a maioria pesquisada entre brasileiros, indianos e mexicanos se sente realizada. E o Japão, com toda a tecnologia, modernidade e educação tem este alto índice de insatisfação.

Será que, para os três países mencionados, temos a aplicação prática da velha frase “quando te derem um limão, faça uma torta de amora?”. Sim, porque tanto para eles quanto para nós, brasileiros, a limonada seria um sinônimo apenas de sobrevivência. Não de realização e satisfação.

O que é mais enriquecedor: uma viagem para conhecer um dos países citados ou um um smartphone com tecnologia marciana exclusiva?

Lançado em 2010, o filme “Amor Por Contrato” traz uma suposta família, os Jones, formada por um casal e por dois adolescentes. Eles moram em casas fantásticas, têm tudo de bom e do melhor – os melhores carros, roupas, maquiagem. É o retrato da família perfeita, bem-sucedida e de estrutura emocional invejável.

Só que tudo não passa de fachada. Na verdade, eles são contratados e treinados para serem promotores de produtos eletrônicos, marcas de carro e de todo o tipo de bens de consumo que trazem algum status. São formadores de opinião para o uso de toda esta parafernália moderna dentro no bairro onde moram, no clube que frequentam, na escola onde estudam.

Cada membro da “família” promove aquilo que deverá vir a ser desejado por todos que os rodeiam. Os resultados são medidos pela empresa que os contrata, conforme as vendas dos produtos aumentam ou não.

Nesta trama, tudo não passa de uma forma criativa de indução ao consumo, trazendo o bem-estar físico e emocional causado pela descarga de adrenalina que nossos 100 milhões de neurônios recebem. Quantos de nós não saem de uma loja com uma ou várias sacolas nas mãos, feliz da vida e com uma sensação de realização e até mesmo poder? Isso mesmo: Poder. Ter a prancha de surfe do momento sem sequer saber a direção do mar, dirigir aquele carrão, comprar a televisão do momento que até pipoca faz durante seu filme predileto (só para registro, ela ainda não existe). Assim nos sentiremos inclusos, certo? Inclusos? Onde e para quê?

Baz Luhrman, diretor de grandes sucessos, é também o autor do texto “Filtro Solar”. Desculpe se causei alguma decepção, mas o autor não é aquele jornalista, daquela emissora de TV, como muitos acreditam. Uma parte do texto diz que “muitas pessoas interessantes de 22 anos não sabem o que querem fazer de suas vidas e muitas pessoas, com seus 40 anos, ainda não sabem’’.

Boa semana e até a próxima!

 

*Enzo Avezum tem curso extensivo de marketing para turismo pela UCLA. Trabalhou em diversos setores de empresas como American Airlines, Continental Airlines e Vila Noah, além de ter atuado como gerente de promoção do Brasil pela MarkUp/Embratur nas costas oeste e sul dos Estados Unidos, Rússia, Índia, Emirados Árabes, Holanda & Escandinávia (com base em Brasília/DF). Em 2011, fundou a I Tour Inteligência Para Turismo e, desde então, está totalmente focado na representação e promoção estratégica com conteúdo para destinos, hotéis e DMCs internacionais. Ele escreve no portal do Brasilturis às terças-feiras. Contato: [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here