Schultz lança ação “Vendeu, Ganhou” e sorteia viagens aos agentes

Os agentes de viagens que venderem ou indicarem produtos Schultz irão acumular pontos que poderão ser trocados por prêmios ou dinheiro

Schultz
Rafael Turra, Luciano Bonfim, Ana Santana e Aroldo Schultz, todos do grupo Schultz

Em comemoração aos seus 35 anos de operação, o grupo Schultz promoveu uma live no Youtube e no Facebook para o lançamento de duas campanhas promocionais paralelas exclusivas para os agentes de viagens. As iniciativas serão válidas até o final do ano. Para essas novidades, foi desenvolvido um site exclusivo para que os profissionais possam cadastrar as vendas e concorrer aos prêmios.

A festa contou com a presença de Aroldo Schultz, CEO da Schultz; Rafael Turra, diretor operacional e de Produtos da Vital Card; Luciano Bonfim, gerente de Vendas Nacional da empresa; Rodrigo Rodrigues, diretor comercial, diretora geral; e Fabiano Simm, diretor de T.I. e Marketing Digital.

A primeira ação é a campanha “Vendeu, Ganhou”. Por meio dela, os agentes de viagens ganham pontos em cima das vendas realizadas e indicações em todos os produtos do grupo, incluindo Schultz Operadora, Schultz Vistos, Vital Card, TZ Seguros e TZ Systems. Cada ponto é o equivalente a R$ 1 e poderá ser trocado por prêmios ou dinheiro. Confira a tabela de pontos:

SCHULTZ OPERADORA

  • Para cada um passageiro nacional = 3 pontos
  • Para cada um passageiro nacional dos resorts parceiros = 5 pontos
  • Para cada um passageiro internacional = 6 pontos

TZ SYSTEMS

  • Indicou um amigo/agência para ser POTA = 20 pontos

VITAL CARD

Coberturas de até 40 mil

  • Até 90 dia – 1 ponto
  • Acima de 90 dias – 3 pontos

Coberturas acima de 40 mil

  • Até 90 dias – 2 pontos
  • Acima de 90 dias – 5 pontos

TZ SEGUROS

Para o agente

  • Contratou seu seguro Auto = 5 pontos
  • Contratou seu seguro Casa = 5 pontos
  • Fechando o combo Auto + Casa = 15 pontos no total

Para empresa

  • Contratou seu seguro Empresa= 5 pontos
  • Contratou o SRCP da sua agência = 20 pontos
  • Fechando o combo Empresa + SRCP = 30 pontos no total

SCHULTZ VISTOS

Para todos os serviços, um passageiro = 1 ponto (com exceção do escritório em Curitiba, que terá uma campanha própria).

Schultz: Viagens para os agentes

A segunda campanha possibilita que os agentes de viagens concorram a viagens todos os meses. Para este mês de março, o prêmio são cinco dias e quatro noites para o Costa do Sauípe, empreendimento all inclusive com transfer in e out. Os destinos dos próximos meses serão anunciados no decorrer da ação.

Para concorrer a viagem, o agente de viagem precisa vender produtos da Schultz Operadora, Vital Card e Schultz Vistos, totalizando mínimo de R$ 30 mil no mês. Conforme Ana adianta, cada mês terá uma viagem diferente e a regra será sempre a mesma. “Ele precisa ter vendido nessas três empresas. Não importa se vendeu mais em uma do que em outra, mas no mínimo um produto de cada e totalizando esse valor, que não é acumulativo para o mês seguinte”, detalha.

Outra novidade anunciada é o plano de seguro receptivo da TZ Seguros. Segundo Turra, os países estão sendo obrigados a exigir o seguro e, no Brasil, não está sendo diferente. Por isso, a empresa lançou pacotes exclusivos para brasileiros que moram no exterior ou estrangeiros com cobertura da data de partida até de retorno com proteção de bagagem e coberturas médicas de R$ 40 mil a R$ 80 mil.

Uma informação adiantada por Aroldo Schultz é que, em breve, uma nova promoção envolvendo a TZ Systems também deve ser lançada oficialmente. “Quando você trouxer mais cinco agências de viagens, a sua pequena mensalidade, que é só a hospedagem, não será cobrada. Então você poderá ficar por indicação sem pagar nada”, conta.

35 anos de história

Durante a live, Aroldo Schultz lembrou um pouco sobre sua trajetória para a criação da empresa, que iniciou quando ele atuava com vistos, realizando viagens para São Paulo duas vezes por mês para essa consultoria que realizava. Aos poucos, o grupo foi tomando forma e contou com a parceria com a Europa Mundo – anteriormente conhecida com Mundo Jovem.

“Conseguimos crescer e tornar a Schultz em uma grande distribuidora e até hoje somos parceiros, representante deles no Brasil. A partir disso, surgiram outras empresas, como o Vital Card, sendo o primeiro seguro web do Brasil e, talvez, do mundo. Depois a TZ System e, em uma das crises que tivemos, abri as franquias da Reservando com o nome de TZ Viagens. Hoje são mais de 60 franquias”, conta, também lembrando dos Smalls Groups em Portugal e do mais recente Travel In Brazil, produto rodoviário regional, que se iniciou no Sul, com o circuito Europa Brasileira, e que se estenderá para todo o Brasil.

Rodrigues, por sua vez, chamou atenção para um questionamento muito realizado pelos agentes: como vender. “As boas ofertas vão acontecer no segundo semestre, mas além de uma boa oferta, é necessário ter segurança. Se ele precisa remarcar, ele precisa saber. É pensar como o consumidor e adiantar o planejamento, porque quando tudo começar a voltar ao normal, vai haver um fluxo bem grande”, estima.

O CEO também reforçou que o grupo vem passando por problemas, assim como toda a indústria, mas que vem gerindo bem custos e receitas e que a empresa vem atuando com responsabilidade, algo que ele destaca importante para as agências que também trabalham da maneira certa. Segundo ele, uma das principais fontes de receita é a TZ Seguros.

“É uma das coisas que está mantendo a Schultz. As pessoas precisam de seguro para suas casas e carros. Quando elas voltarem a viajar, elas vão querer ter tranquilidade com seus bens aqui. Se você não conhece nada sobre o produto, peça uma live sobre o serviço, É muito importante, está nos ajudando e também poderá ajudar vocês”, comenta.

Ana, por sua vez, chamou a atenção para o trabalho de vistos, que pode ser analisado por muitos como inviável por conta dos consulados fechados. “Existe um mundaréu de pessoas com visto vencidos e os seus clientes, agentes de viagens, está no meio. Estamos há um ano sem viajar. Façam follow up! Os consulados vão reabrir e é bom se antecipar. Tenham certeza de que seus clientes estão com os documentos em dia para que nem ele e nem vocês percam a viagem e a venda”, pontua.

Deixe uma resposta