Seguro-viagem se torna mais atrativo na pandemia, diz estudo

Os viajantes a negócios latino­ americanos também concordam (90%) que ter um seguro-viagem os deixa mais tranquilos

Viagem segura

O estudo “É hora de voar: impacto da covid-19 no presente e futuro das viagens” publicado pela Chubb concluiu mais de quatro em cada cinco viajantes a negócios (81%) globalmente acreditam que a pandemia os fará prestar mais atenção às coberturas de seguro-viagem daqui por diante.Já na América Latina, 89% estarão mais atentos à sua cobertura.

“Uma das descobertas mais interessantes de nossa pesquisa é o quanto os viajantes a negócios de todas as regiões concordam com a afirmação de que a pandemia e as limitações de viagens que a acompanham têm custado aos viajantes e a seus empregadores a capacidade de atender e manter relacionamentos com clientes e parceiros de negócios de maneira eficaz”, enfatiza John Thompson, presidente da Divisão de Acidentes e Saúde Internacional

A pesquisa realizada entre 24 de fevereiro e 30 de março de 2021 é a primeira da Chubb desse tipo a ouvir viajantes a negócios em quatro regiões: América Latina, América do Norte, Europa e Ásia-Pacífico. A empresa ouviu 2.100 viajantes a negócios, com 20 anos de idade ou mais, que estão atualmente empregados e passaram regularmente a noite em viagens de negócios em um ano normal.

Além destes tópicos, os dados apontam que:

• Na América Latina, 80% dos viajantes a negócios acreditam que, por não poderem ter contato e comunicação direta com seus interlocutores, é impossível para eles perceberem a linguagem corporal ou outras pistas visuais relevantes na hora de fechar um negócio. Globalmente, essa crença é compartilhada por 82% dos participantes.
• Quase três em cada quatro viajantes a negócios (74%) na América Latina e no resto do mundo afirmam ser menos eficazes em seu trabalho devido à pandemia e às oportunidades de viagens severamente limitadas. As áreas afetadas incluem atendimento ao cliente e a capacidade de manter relacionamentos com clientes e parceiros de negócios.
• 87% dos viajantes a negócios se preocuparam com a possibilidade de contrair covid-19 durante a pandemia e tomam medidas para se proteger, incluindo o uso de máscaras e o distanciamento social. A adesão aos protocolos de saúde é maior entre os viajantes da América Latina, com 87%.

Deixe uma resposta