Setor de turismo do México tem crescimento significativo

Por: Camila Oliveira

A secretaria de Turismo do México, Gloria Guevera, divulgou o Sexto Relatório Governamental do Turismo. O relatório registra um período de forte crescimento no fluxo de turistas – tanto de origem doméstica quanto internacional – em acréscimo aos investimentos dos setores público e privado no turismo, nos últimos seis anos. O turismo, que representa mais que nove por cento do produto interno bruto do México, é uma prioridade nacional.

 

O relatório explica as cinco prioridades essenciais: crescimento do turismo doméstico, crescimento do turismo internacional, investimentos públicos em turismo, investimentos privados em turismo e diversificação de mercados.

 

Os investimentos do setor privado no turismo mexicano tiveram um aumento de 53,7%, de $ 12.833 bilhões de pesos, em 2001, para $ 20.200 bilhões de pesos, em 2012. Isso foi um fator essencial para o México ter tido o melhor ano de todos os tempos na área de turismo, em 2011, com 23,4 milhões de pessoas – vindas em voos internacionais.

 

Os investimentos do setor público também dispararam, durante o governo Calderón: 582% a mais que no governo do presidente Ernesto Zedillo e 146,8% a mais do que no governo de Vicente Fox.

 

Entre 2006 e 2011, o número de turistas mexicanos e estrangeiros aumentou de 162 milhões para 191,5 milhões (aumento de 18,2%), um recorde histórico. Um foco tem sido a diversificação: a busca de consumidores além dos EUA e do Canadá, em um esforço para fazer o turismo crescer na região. Houve um crescimento significativo de 2006 para 2011. No que se refere especificamente aos turistas norte-americanos, o fluxo de turistas no México aumentou de 6.157.505 pessoas em 2006 para 7.291.136 pessoas em 2011, um aumento de 18,4% no período.

 

Com relação a outras nacionalidades, o México recebeu 1.948.612 turistas em 2006 e 2.852.084 em 2011, um aumento significativo de 46,4%. Gloria disse que o turismo, uma pedra fundamental para a economia do México, é realmente uma prioridade nacional. O governo alinhavou uma aliança estratégica entre legisladores, burocratas, empresas, sindicatos e instituições acadêmicas, estabelecendo, com isso, uma base sólida para assegurar o futuro desenvolvimento do setor.

 

O México persegue agressivamente uma estratégia de diversificação de mercado, para reduzir a dependência do mercado dos Estados Unidos, atraindo turistas de uma grande variedade de países, como Brasil, China, Rússia, Canadá e Coreia.

 

A secretária também atribuiu o sucesso do setor à criação de produtos inovadores de turismo, tais como o “Mundo Maya”, o “Pueblos Magicos” (Povoados Mágicos), as 18 rotas gastronômicas, o documentário “Mexico: The Royal Tour” (México: a Turnê Real), as Rotas do México e um programa aprimorado dos Povoados Mágicos.

 

A imagem global do México foi reposicionada devido, em parte, à organização e promoção de fóruns mundiais, tais como a Organização Mundial de Turismo das Nações Unidas, o Conselho Mundial de Viagens e Turismo, a Cúpula das Américas, o Fórum Econômico Mundial, o encontro dos Ministros de Turismo do T20, em Merida, e a reunião do G20, em Los Cabos, e participando de fóruns como o OECD e APEC.

 

“Hoje mais do que nunca, o México é visto como um líder mundial no setor de turismo. E está a caminho de se posicionar entre os cinco principais destinos, em 2018”, disse Gloria..

 

CO

Deixe uma resposta