Setur-SP incentiva startups na busca de soluções para Turismo

A ideia da competição é encontrar formas de apoiar a recuperação do setor no estado com base tecnológica. A avalição será feita por líderes de Turismo e inovação

Turismo

Foi lançado, nesta quarta (19), o Desafio SP, competição de startups que busca soluções para a retomada do turismo por meio de projetos inovadores que respondam às necessidades do setor no contexto pós-pandemia. O objetivo da competição é apoiar a recuperação do setor no estado com projetos de base tecnológica em três verticais de negócio:

  • Bares e Restaurantes
  • Estabelecimento de Hospedagem
  • Receptivo Turístico (incluindo atrativos).

O desafio, que tem o apoio da Secretaria de Turismo do Estado, é realizado pela parceria do Wakalua Innovation Hub, primeiro polo global de inovação em turismo, e a Fundação Instituto de Administração (FIA) e faz parte do Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo, do Ministério do Turismo. As inscrições estão abertas até 2 de setembro no site.

As startups vencedoras receberão apoio para implementar seus projetos junto às empresas do setor e as três primeiras ganharão uma ajuda de custo de R$ 5 mil cada. Além disso, se associam ao Wakalua e disputarão uma viagem a Madri (Espanha) para um programa de treinamento e participação na Fitur 2021, uma das maiores feiras de turismo do mundo.

O Desafio SP integra o Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo, promovido em parceria com o Ministério do Turismo, e em colaboração com a Organização Mundial do Turismo (OMT), agência da ONU dedicada ao setor. Por isso, os melhores projetos da competição paulista também são elegíveis à premiação da nacional: os melhores projetos brasileiros serão classificados para as semifinais da terceira edição da UNWTO Tourism Startup Competition.

“A participação da FIA e da Secretaria de Turismo do Estado são fundamentais para levar São Paulo e o Brasil a se converterem em referências globais em inovação em turismo”, disse Lisandro Menu-Marque, diretor-geral do Wakalua. Vinicius Lummertz, secretário de Turismo, ainda complementa: “a competição é parte da estratégia de buscar soluções não apenas para a retomada do setor, mas também na identificação de novas formas de negócios em turismo”.

A avaliação dos projetos do Desafio SP será feita por líderes do turismo e da inovação no País. Os selecionados serão conhecidos no final de setembro. Serão avaliados os critérios: modelo de negócio, sustentabilidade, escalabilidade, perfil e histórico da equipe e impacto potencial para o setor. A competição é totalmente online e os detalhes sobre o evento final serão anunciados no site.


Deixe uma resposta