Setur-SP libera R$ 44 milhões para obras turísticas no primeiro trimestre

Os repasses da Setur-SP serão aplicados em obras e melhoria de infraestrutura turística, como revitalizações, sinalização e equipamentos

Setur-SP
Mirante do Camaroeiro, em Caraguatatuba, é uma das obras que deve ser inaugurada em 2021. Foto: reprodução

Na última terça-feira (13), o Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos (Dadetur), da Secretaria de Turismo de São Paulo (Setur-SP), anunciou a liberação de  R$ 43,9 milhões para 75 cidades no primeiro trimestre do ano. Os recursos são do Fundo de Melhoria das Estâncias.

 “Mesmo durante a pandemia, quando o fluxo de turistas é menor, o investimento no turismo é necessário, sobretudo no estado com maior oferta do País. É importante que os municípios estejam prontos para a retomada que deve ocorrer em breve”, explica Vinicius Lummertz, secretário de Turismo do Estado de São Paulo.

O montante será aplicado em obras e melhoria de infraestrutura turística, como revitalizações, sinalização, construção de equipamentos públicos de interesse turístico e vias de circulação em locais de maior atração, por exemplo. Os repasses da Setur-SP ajudam na manutenção das atividades econômicas e na preservação dos empregos regionais.

Atualmente estão em execução 423 obras de interesse turístico nas 210 cidades – 70 estâncias e 140 Municípios de Interesse Turístico (MITs). Dentre os projetos em andamento, destacam-se obras em Praia Grande, com a revitalização do centro expandido dos bairros Ocian e Boqueirão, com previsão de conclusão ainda este ano. O valor somando de todas as obras chega a mais de R$ 37 milhões.

Em Campinas, o Balneário Municipal de Águas de Lindóia, terá a criação de um novo parque de entrada no município de Águas de São Pedro e para a reativação do Teleférico de Pedreira. Já na região de São José dos Campos, onde a obras somam mais de R$ 31 milhões, os destaques são a construção do Mirante da Revolução Constitucionalista, em Areias, a implantação do Complexo Turístico Mirante do Camaroeiro, em Caraguatatuba, além da criação de um Centro Turístico e de Eventos em São José do Barreiro.

Recentemente a Setur-SP anunciou também uma plataforma com boas práticas para enfrentar a pandemia. A ideia é que a ferramenta colaborativa ajude a compor um catálogo de experiências bem-sucedidas e possa ser replicada por gestores públicos em todo o estado.

“Os desafios são comuns a boa parte dos municípios, de modo que a solução de um pode também ser também a do outro”, disse o secretário Vinicius Lummertz. “É por isso que a troca de boas experiências é uma forma de abreviar o caminho para a recuperação econômica do nosso setor”, completou.

Deixe uma resposta