Simpleshotel implementa novo serviço de automação para hotéis

De acordo com Alexandre Farias, CEO da Simpleshotel, a ideia é reduzir custos e garantir a contínua segurança de clientes e colaboradores

Simpleshotel
Alexandre Farias, CEO da Simpleshotel

Durante o Fórum Online de Hotéis Independente (FOHI), a Simpleshotel anunciou a implementação de um novo serviço, que tem como premissa manter o baixo índice de aglomerações, garantindo a segurança de clientes e colaboradores, e a redução de custos de empreendimentos hoteleiros. O Web Check é uma ferramenta que dá corpo ao já existente sistema de gestão oferecido pela empresa.

Segundo Alexandre Farias, CEO da empresa, em entrevista exclusiva ao Brasilturis Jornal, não há um preço adicional à lista de serviços, servindo de complemento para aqueles empreendimentos que já fazem parte do portfólio da empresa.

“É além de uma simples automação de check-in. Trata-se de um serviço que permite acompanhar o processo de hospedagem do cliente. A ferramenta automatiza o check-in, com e-mail personalizado de boas-vindas; possibilita que o cliente veja os custos e gastos durante a estada; e permite a solicitação de check-out, também com uma mensagem personalizada, podendo ser a oportunidade de oferecer um desconto ou voucher, fidelizando o hóspede e estreitando relacionamento”, declara o profissional.

O executivo afirma que a ideia surgiu em meio à crise e viu, em meio à pandemia, a oportunidade de oferecer aos pequenos empreendimentos a oportunidade de retomar as vendas. Uma das vantagens da ferramenta, por exemplo, é a não necessidade de ter um profissional para o processo de check-in, por exemplo, permitindo um melhor aproveitamento do colaborador, a fim de que ele dê uma experiência personalizada aos clientes. “Ele quer ser atendido de forma individualizada”, destaca.

A tecnologia também foi pensada para os viajantes da terceira idade. De acordo com Farias, são realizados testes para garantir que a plataforma é intuitiva. Além disso, o profissional ressalta que grande parte desses clientes tem suas vendas efetivadas por parentes ou amigos mais jovens. “Mesmo que a gente pense em gerações, esses clientes possuem acesso. Na maioria das vezes, não é ele quem compra, e sim o filho, por exemplo. No entanto, é algo tão simples que ele mesmo pode fazer”, comenta.

Início da empresa

A Simpleshotel opera a cerca de um ano e meio e conta com um portfólio de cerca de 150 empreendimentos em seu escopo. Farias conta com detalhes como foi desenvolvida a empresa. “Criamos um sistema com a intenção de simplificar gestão. Em 2015, quando começamos nossas pesquisas, ficamos surpresos de quanta inovação não era oferecida, apesar da tecnologia já permiti-las. Víamos mais do mesmo. Então desenvolvemos serviços que ajude o gestor a acompanhar as informações, sem a necessidade de analisar aquelas dez páginas de relatórios”, conta.

O estudo e análise do mercado também contou com pesquisas de campo, com conversas com consultores, agentes e clientes. “Procuramos conversar com quem trabalha, analisa e, principalmente, com que se hospeda. É procurar oferecer experiência e efetivamente oferece-las. Vimos o sistema web como saída. Conseguimos ofertas de uma maneira bem simples e muito barata. Então o cliente não tem custo de servidores, licenças e suporte de TI. Reduzimos tudo isso e oferecendo segurança”, destaca.

Atualmente, a contratação dos serviços da Simpleshotel varia de acordo com o número de unidades habitacionais do empreendimento, a fim de moldar os serviços ao meio de hospedagem em questão.

Metas estabelecidas

Farias reconhece que o mercado foi bastante impactado pela crise causada pela pandemia de covid-19 e afirma que alguns objetivos tiveram de ser repensados. Contudo, não deixa de acreditar que, até o final do ano, conquiste a marca de 200 a 250 clientes em seu portfólio.

Além disso, a Simpleshotel tem como objetivo principal deixar de atender somente pequenos empreendimentos, como pousadas e hotéis independentes. Até 2023, o CEO declara o desejo em começar a atender também os grandes negócios.

“Para isso, precisamos de um sistema a mais, de novas funcionalidades, que tragam benefícios a todos. Nunca estaremos satisfeitos com as ferramentas que oferecemos e buscaremos sempre nos aperfeiçoar e contar com novas tecnologias”, estima.


Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui