Sita comemora 70 anos e registra receita recorde de US$ 1,7 bi

A companhia realizou, na última semana, o Fórum de Inovação e debateu com líderes de aeroportos e aéreas os desafios futuros do mercado

0
Barbara Dalibard, CEO da Sita

A Sita reuniu mais de 100 companhias aérea e aeroportos do mundo na Bélgica durante a comemoração do seu 70º aniversário. A organização marcou a ocasião ao anunciar uma receita recorde de US$ 1,7 bilhão em 2018. Da mesma forma na qual registrou uma virada significativa em seus negócios, a Sita também demonstrou seu compromisso com a contínua e colaborativa inovação.

Barbara Dalibard, CEO da Sita, delineou durante a Assembleia Geral Anual da empresa seu caminho de crescimento observando como a companhia permaneceu como uma parte vital da indústria nestes 70 anos. Além de apresentar as maiores receitas até então, 2018 também marcou um ponto de virada para a empresa, já que seus negócios estão voltados para aplicações superaram seus negócios de conectividade.


LEIA MAIS:
+ Sita aponta que passageiros ficam mais felizes com uso de tecnologia
+ Sita nomeia Luiz Castanha como novo diretor de vendas para o Brasil
+ Gol, Sita e Rio Galeão lançam serviço automatizado de despacho de bagagens

“Tivemos um sucesso de 2018 com receita recorde de US$ 1,7 bilhão e, pela primeira vez em nossa história de 70 anos, nosso negócio de aplicativos agora representa mais de 50% de nossas receitas. Este é um marco importante porque, embora a conectividade continue sendo uma parte vital de nossos negócios, o crescimento de aplicativos é um elemento fundamental de nossa estratégia de longo prazo”, afirma.

Em 1949, 11 companhias aéreas se uniram para estabelecer a infraestrutura de comunicações. Hoje, cerca de 95% de todos os destinos internacionais e mais de 13,5 mil sites da indústria estão conectados pela rede da empresa. Ao longo das décadas, a Sita entregou, por exemplo, a primeira infraestrutura de uso comum nos aeroportos, a primeira ferramenta de reserva de e-commerce das aéreas e o primeiro sistema de visto eletrônico para gerenciamento de fronteiras.

“É maravilhoso que, enquanto a Sita comemora este aniversário, continuamos a nos transformar para atender às necessidades de nossos clientes. Desde quando a entidade deu seus primeiros passos para criar a maior rede de dados do mundo em 1949, até as atuais redes definidas por softwares e passageiros com experiência em tecnologia, estamos nos transformando para oferecer uma indústria mais eficiente e uma jornada mais agradável aos passageiros a cada passo do caminho”, declara Barbara.

Sita: Fórum de Inovação

Na última semana, a Sita também organizou seu Fórum de Inovação anual, evento exclusivo para investigar como novas tecnologias, incluindo inteligências artificial, biometria e blockchain poderiam ser aproveitadas para oferecer operações mais eficientes e aperfeiçoar a experiência dos passageiros.

O evento deste ano reuniu líderes de companhias aéreas e aeroportos de todo mundo com especialistas de fora da indústria, a fim de se desafiarem uns aos outros, pensando em mudanças que impactarão as viagens aéreas nos próximos cinco anos e em como a indústria pode inovar para o futuro.

“O desafio é claro: nos próximos 20 anos, o tráfego de passageiros deverá dobrar, enquanto a capacidade dos aeroportos crescerá a um ritmo muito mais lento. Isso requer uma nova abordagem para viagens aéreas. Já estamos usando tecnologias emergentes, como inteligência artificial, biometria e SDN, para permitir operações mais eficientes em aeroportos e aeronaves, mas precisamos continuar a inovar com a indústria para moldar o futuro das viagens aéreas”, adianta a CEO.


LEIA TAMBÉM:
- Aéreas anunciam melhorias na malha e novos voos para o Rio Grande do Norte
- Delta comemora 90 anos de operação e relembra conquistas
- Delta expande embarque com reconhecimento facial em novos aeroportos

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here