Sita aponta que passageiros ficam mais felizes com uso de tecnologia

Segunda a pesquisa os passageiros ficaram 3,85% mais satisfeitos quando usaram portões de digitalização automática

0
Tecnologia de reconhecimento facial, como a da Delta, foi destaque da pesquisa da Sita (Foto: Divulgação)
Tecnologia de reconhecimento facial, como a da Delta, foi destaque da pesquisa da Sita (Foto: Divulgação)

Os passageiros aéreos estão cada vez mais usando a tecnologia e estão mais felizes por isso. Segundo a pesquisa da Sita IT Insights de 2019, 44% dos viajantes de avião se beneficiaram do uso do controle automatizado de passaporte, um salto de 21% em 2017.

Além disso, de acordo com o levantamento, os passageiros ficaram 3,85% mais satisfeitos quando usaram portões de digitalização automática para verificar sua identidade. Esses usuários de tecnologia tiveram uma taxa de satisfação de 8,36 de 10.

Os portões automatizados usados no embarque são outro sucesso para a indústria e seus passageiros. Por isso, mais uma vez, os Insights da Sita mostram que a satisfação é 2,2% maior quando os passageiros digitalizam seus próprios documentos para embarcar.


LEIA MAIS

+ WTM Latin America 2019 terá evento de tecnologia Travel Forward

+ Nobile investirá em tecnologia e personalização para hóspedes

Apesar de ainda não estar amplamente disponível atualmente os passageiros estão prontos para abraçarem a tecnologia. A Sita informou que 59% estão “muito dispostos” a usar seus celulares para verificação de identidade ao longo da jornada, com mais 33% abertos à ideia.

“As companhias aéreas e os aeroportos podem ver o benefício de seus investimentos em tecnologia para tornar mais fácil para os passageiros, a cada passo do caminho”, destacou Matthys Serfontein, presidente da Sita.

“Hoje, temos nossa solução Smart Path em aeroportos ao redor do mundo, da Austrália às Américas, que usa biometria para automatizar a jornada. Assim, acreditamos que os passageiros estão interessados em usar o processo de autoatendimento biométrico, quando têm uma opção, mais de 90% dos viajantes normalmente optam por isso”, concluiu.


Leia Também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here