Sleep Inn de Pindamonhangaba recebe investimento de R$ 500 mi

Por: Camila Oliveira

 

A Atlantica Hotels e a Redpar Empreendimentos anunciaram recentemente a construção de um hotel da família Sleep Inn na cidade de Pindamonhangaba. O empreendimento terá um total de 153 unidades e receberá investimentos superiores a R$ 15 milhões.

A justificativa para o mercado hoteleiro apostar em cidades do interior é simples. Conforme pesquisa realizada pela Embratur, o turismo de negócios cresceu 20% no Brasil e o interior de São Paulo é o principal foco de expansão das redes. Especificamente, Pindamonhangaba, tem atraído investidores de diversos segmentos.

Isso porque tem-se projetado como um município de crescimento exponencial e sendo apontado como uma das grandes potências da região. Exemplo disso é a decisão da multinacional de alumínio Novelis, que ampliará a capacidade de sua fábrica de laminados de alumínio no interior de São Paulo e, para isso, anunciou um investimento de 340 milhões de dólares em sua unidade em Pindamonhangaba. Outra razão é a instalação do primeiro e único shopping center na cidade é outro atrativo para a rede hoteleira, uma vez que o centro de compras recebeu mais de R$ 150 milhões em investimentos e deve gerar mais de 4 mil empregos diretos e indiretos.

De acordo com Raphael Scamilla, sócio da empresa RedPar, responsável pelo empreendimento, as obras começarão no final do segundo semestre. “Todo o processo, até a entrega à Atlantica Hotels, levará cerca de 36 meses e a localização, próxima ao Shopping Pátio Pinda, às indústrias e à avenida principal da cidade, favorecerá a ocupação por parte do pblico executivo, explicou ele.

O hotel Sleep Inn deve duplicar o número de leitos no município e, com características diferenciadas, servirá de hospedagem para executivos que vierem à cidade e, reduzindo o déficit de hotéis em Pinda.

Segundo o prefeito de Pindamonhangaba, Vito Ardito Lerario, Este empreendimento no ramo da hotelaria é de grande importância, ainda mais para Pindamonhangaba, um município que está em expansão. Um investimento como este refletirá na economia da cidade, pois assim teremos como acomodar mais pessoas de todos os seguimentos como viajantes a negócios, turistas, enfim, estes que por sua vez irão consumir em bares e no comércio local, colaborando cada vez mais para o seu crescimento”, salientou o Lerario.

CO

Deixe uma resposta