Socorro é um destino pet friendly para turistas que não viajam sem o animal de estimação

Por: Chris Flores

Socorro, no interior de São Paulo, em plena Serra da Mantiqueira, é uma ótima opção para quem quer relaxar nas férias, mas sem abrir mão da companhia do bichinho de estimação.

 

Na cidade, que é conhecida pela variedade de atividades de aventura que oferece aos turistas, os pets são muito bem-vindos em boa parte dos hotéis e pousadas. Em alguns empreendimentos hoteleiros, a presença de hóspedes com pets chega a representar 40% da ocupação. Dos mais tradicionais, como cães e gatos, a animais como coelhos, passarinhos e até tartarugas.

 

Cada empreendimento possui estruturas diferentes e regras próprias para receber, que vão desde vacinação em dia, restrição de circulação em determinadas áreas sociais, até o tamanho do animal de estimação. Tem hotéis em que o hóspede pode ficar com pet dentro do apartamento ou chalé e outros com canil individual. Há aqueles que não cobram nenhuma taxa e outros, uma diária diferenciada. É preciso se informar na hora da reserva e escolher o que mais se adapta as necessidades de cada um.

 

“É um mercado que realmente tem muito mais pessoas interessadas em viajar do que lugares para receber”, comentou o empresário José Fernandes Franco, proprietário do Hotel Fazenda Campo dos Sonhos e do Hotel Parque dos Sonhos. Os dois hotéis dispõem de 24 chalés no total adaptados para pets com canil acoplado. Quando pequenos, os animais podem ficar nos apartamentos junto com os donos e não é cobrada nehuma taxa.

 

Outro que também recebe animais de estimação é o Hotel Fazenda Village Montana. “A curiosidade é que já aceitamos coelhos, passarinhos e até uma tartaruga”, afirmou o gerente de vendas e hospedagem, Cristiano Ribeiro. O hotel fazenda aceita animais de pequeno porte e disponibiliza kit de higiene e uma caminha para o pet. Os hóspedes com animais representam 5% da ocupação mensal. 

 

Na pousada Acalanto Inn são aceitos pets de qualquer raça e tamanho e os animais ficam alojados no quarto, juntamente com os donos. De acordo com Viviane Ginghini, proprietária da pousada, os turistas com pet já representam 40% dos hóspedes. Há um custo adicional ou, se o dono preferir, ele pode levar a roupa de cama e assim ficar isento do pagamento da taxa. 

 

Outra opção é o Grínberg’s Village Hotel que possui 12 chalés que acomodam até quatro pessoas e também os animaizinhos de estimação. O hotel dispõe de lixeiras externas e saquinhos para recolher dejetos – basta solicitação do hóspede à equipe de atendimento na recepção. Não há cobrança de taxa extra.

 

Já no Hotel Fazenda 7 Belo existe canil individual, onde o animal de estimação pode ficar sem o pagamento de taxa extra. Caso o hóspede prefira manter seu pet no apartamento, será cobrada uma taxa por dia.

 

Informações: www.socorro.tur.br

 

 

CF

Deixe uma resposta