Stopover da Gol em São Paulo será implementado em três fases

Gol estima fim do processo para o começo de 2020

0
Gol
Raul Sulzbacher (Visite São Paulo), Vinicius Lummertz (Secretaria de Turismo de São Paulo), João Dória (Governo de São Paulo), Paulo Kakinoff (Gol), Eduardo Sanovicz (Abear) e Gustavo Figueiredo (GRU Airport)

Anunciado ontem, o stopover da Gol em São Paulo ganhará três fases de implementação no estado. A novidade foi divulgada hoje (21), em encontro de representantes do setor turístico com o governador de São Paulo, João Dória, no Palácio dos Bandeirantes.

As fases

A primeira etapa foi o lançamento da funcionalidade em si. Esta marcou o começo das operações no site VoeGol para o consumidor final. “O site é o principal canal de vendas diretas da companhia. São mais de 15 milhões de acesso por mês”, disse Paulo Kakinoff, presidente da Gol Linhas Aéreas.


LEIA MAIS

+ Gol lança stopover em união com Governo de São Paulo
+ Gol é transportadora oficial do 47º Festival de Cinema de Gramado
+ Gol inicia operações para Passo Fundo (RS) com cerimônia especial

O segundo passo, a própria implementação, acontece em novembro. A partir disso, a empresa inicia a comercialização do stopover no site VoeGol para agências e empresas; na versão mobile do site; no app VoeGol e no site VoeBiz, dedicado para pequenas e médias empresas.

Por fim, já em 2020, a última das três fases será a expansão global do serviço. Assim, a operação estará em todos canais da Gol, além de parceiros comerciais (agências de viagens) e estratégicos (Air France e KLM).

Dados gerais do estado

Gol

Também presente no anúncio oficial, o ex-ministro do Turismo e atual secretário da pasta em São Paulo, Vinicius Lummertz, apontou dados que, em sua visão, reforçam o turismo do estado.

“O turismo paulista cresceu 7,7% no último mês. Isso pode ser explicado pela ação conjunta realizada por empresas do turismo e órgãos do setor público”, afirmou. O secretário reforçou que é preciso colocar a conectividade aérea como prioridade para que novas stopovers surjam no futuro.

Lummertz explicou ainda que outras companhias foram convidadas para realizar o stopover em São Paulo. “Temos dez aéreas que estão analisando nossa proposta. Por enquanto, a Gol é a única com o serviço”, encerrou.

Além dele, João Dória e Paulo Kakinoff, também estavam presentes os executivos Raul Sulzbacher, presidente do Conselho de Administração do Visite São Paulo; Eduardo Sanovicz, presidente da Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) e Gustavo Figueiredo, presidente do GRU Airport.


Leia Também:

Azul amplia operação em Vitória da Conquista com novo voo diário
Sky Airline irá contratar mais mulheres pilotos; confira
Mastercard, British Airways e Iberia oferecem passagens por US$ 1

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here