Tarifa aérea doméstica de 2020 tem o menor preço em 20 anos

Em torno de 9% das tarifas de janeiro a dezembro do ano passado ficaram abaixo de R$ 100 e 53% foram vendidos por menos de R$ 300

Tarifa aérea
Foto: reprodução

Nesta quarta-feira (3), a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou a queda de 14,5% no preço da tarifa aérea doméstica, em comparação com 2019. O valor é o menor em 20 anos. Em torno de 9% das passagens aéreas vendidas de janeiro a dezembro do ano passado ficaram abaixo de R$ 100 e 53% dos bilhetes foram comercializados por menos de R$ 300. Bilhetes com tarifa aérea acima de R$ 1,5 mil representaram 1,5% do total.

Investimento

Na última semana, foi anunciado o investimento de R$ 29 milhões para o desenvolvimento do setor aéreo na Região Norte. O valor será repassado pelo Ministério da Infraestrutura e a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) para a criação de três aeroportos no Amazonas (AM).

Companhias pertencentes à Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) anunciaram seus planos de expansão na Região Norte em 2021 e 2022, incluindo aumento no número de voos, novas cidades atendidas e maior capacidade de transporte de cargas.

“O ministro Tarcísio consolidou hoje um novo patamar de conectividade para a região amazônica. O setor aéreo está engajado nessa importante iniciativa do governo federal”, pontou Eduardo Sanovicz, presidente da Abear.

Deixe uma resposta