Teresina registra aumento de 55,6% de turistas nos primeiros cinco meses

De acordo com o Relatório sobre Indicadores de Turismo de Teresina, foi registrado um superávit de mais de R$ 10 milhões somente em maio

0

A capital piauiense divulgou, recentemente, o Relatório sobre Indicadores de Turismo de Teresina, elaborado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec).

De acordo com o estudo, houve um aumento de 50,2% de turistas em maio frente ao mesmo período do ano passado, somando 23.967 turistas – que representam 51,6% do número de passageiros desembarcados, que se completam com teresinenses e viajantes de cidades do interior do estado. No acumulado do ano – de janeiro a maio –, o destino já acumula 131.326 turistas, um acréscimo de 55,6% frente ao mesmo ínterim de 2018.

Esse aumento no fluxo de turistas resultou em impactos positivos para a economia local. Enquanto em maio de 2018 houve a injeção econômica de R$ 15,6 milhões, este ano, o mês respondeu a geração de R$ 36,1 milhões, um aumento de 131,4%, consequência de um gasto médio de R$ 201,05 por dia por pessoa. No acumulado dos primeiros cinco meses, o crescimento foi de 38,9%, saindo de R$ 82,5 milhões para R$ 114,6 milhões.


LEIA MAIS:
+ Teresina: capital não banhada pelo mar e banhada pela cultura
+ Corso atrai 180 mil pessoas e promove turismo de lazer em Teresina
+ Bristol Hotéis continua expandindo e leva bandeira da marca para Teresina (PI)

A projeção é que a receita do ano termine com uma receita turística de R$ 471,5 milhões gerada pelos turistas em visita a Teresina, a estimativa de aumento de 130%, causado pelo aumento de 49,6% previsto no fluxo global de turistas frente ao ano passado.

No mercado nacional, São Paulo é o principal emissor de turistas, respondendo ao montante de 27,5%, seguido por Ceará, com 16,5%; Brasília, com 12,3%; Maranhão, com 10,2%; e Rio de Janeiro, com 7,9%. Já em âmbito internacional, a liderança fica por conta de Portugal, com 33,3%, seguido por Chile, Dinamarca, Itália e Inglaterra, que somam o restante.

A maioria dos turistas que chegam possui entre 36 e 50 anos (41,5%) e tem como principal motivo de suas viagens, os negócios (53,4%). Visitar amigos e parentes (27,1%), participar de eventos e estudos (7,7%) e motivos de saúde (2,6%) são outros fatores que motivam a ida à capital.  Além disso, os homens dominam o fluxo para Teresina, respondendo por 60,6% do público. A participação de vendas realizadas por agências de viagens é de 25,8%.

Teresina: mercado emissivo

A análise também mostra que houve o desembarque de 44.098 passageiros; Destes, 65,8% é formado por turistas, enquanto 27,3% compõe residentes e 6,8% pertencente a cidades do interior do estado. Os destinos nacionais são os preferidos dos residentes, representando 86,8% da preferência dos residentes, enquanto destinos internacionais correspondem somente a 13,2%.

Os principais mercado nacionais também se posicionam como os principais destinos dos residentes, com São Paulo com 28,3%, Ceará com 20,7%, Brasília com 12,3%, Maranhão, com 7,6% e Rio de Janeiro com 6,9%. Já as principais escolhas internacionais são Estados Unidos, com 42,9%, seguido por Argentina, México, Espanha, França, Itália, Portugal e Suíça, que, juntos, somam os 38,2% restantes.

Enquanto o desembarque em Teresina é dominado por homens, o embarque e liderado pelas mulheres, que respondem à parcela de 60,1%. No entanto, a faixa etária no topo do ranking é a mesma, que gira entre 36 e 50 anos. Os residentes têm como principal motivo de sua viagem visitar parentes e amigos e férias, respondendo por 55,4%.

Esses viajantes gastam cerca de R$ 280,97 por dia, o que resulta em uma despesa de R$ 26 milhões gerada pelos residentes em viagem, um acréscimo de 37,2% frente ao mesmo ínterim do ano passado. No acumulado do quinquemestre, o crescimento foi ainda maior, chegando a um aumento de 38,9%, totalizando R$ 140,4 milhões. A previsão é que o crescimento para o ano chegue a 33,6%, saindo dos R$ 177,5 milhões registrados em 2018 e chegando a R$ 339,8 milhões neste ano.

Comparativo entre receita e despesa

De acordo com os dados do relatório, houve um superávit de mais de R$ 10 milhões em maio se comparado a receita turística com as despesas. A previsão é que no ano feche com um superávit de mais de R$ 131 milhões, cerca de R$ 105 milhões a mais do que fora registrado em 2018.


Leia também:
Azul inicia operação do A320neo entre São Paulo e Teresina
Azul terá voos extras no verão em Fortaleza e Teresina
Aeroporto de Teresina registra recorde de passageiros em junho

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here