The Peninsula Hotels anuncia três novos empreendimentos até 2023

De acordo com Carson Glover, vice-presidente de Comunicação e Marketing da marca, os novos hotéis estarão em Londres, Istambul e Yangon

0
Carson Glover, vice-presidente de Comunicação e Marketing da marca

O The Peninsula Hotels anunciou que, nos próximos quatro anos, três novos empreendimentos deverão compor o grupo, totalizando 13 meios de hospedagens pertencentes à rede. De acordo com Carson Glover, vice-presidente de Comunicação e Marketing, os investimentos serão feitos em Londres, na Inglaterra; Istambul, na Turquia; e em Yangon, em Miramar.

“O empreendimento de Londres é um projeto que estamos querendo há mais de 20 anos, só precisávamos do lugar ideal. O novo meio de hospedagem inglês está atualmente em construção e contará com 189 quarto e 26 residências. Será um empreendimento incrível, 100% propriedade nossa, o que também é ótimo. Cuidaremos para que todos os detalhes sejam trabalhados para manter o padrão da marca”, destaca o executivo. A inauguração está prevista para 2021.


LEIA MAIS:MSC definirá, em meados de 2020, o nome da companhia para operação ultraluxoApril reforça novo plano VIP em espaço de luxo durante Festuris
+ The Little Nell celebra 30 anos de experiências de luxo

A segunda propriedade, que estará localizada ao longo de Bósforo, contará com três prédios novos. “A localização também foi estratégica e privilegiou o fácil acesso dos hóspedes. Por estar no centro, os clientes poderão ter um cenário bonito do destino e acesso a serviços complementares e atrativos próximos do hotel. Desta forma, ele não sofre com tráfego ou congestionamentos ao fazer seus passeios ou deveres”, se orgulha. Este hotel, que possuirá 180 acomodações, está previsto para 2022.

O terceiro, que estará em Yangon, é visto pelo executivo como o mais distinto dentre os três e contará com 88 apartamentos. “Pegamos um edifício histórico da sede rodoviária e estamos mantendo-o preservado e convertendo-o em um hotel. O lugar também contará com um espaço corporativo”, detalha. Esse será o último dos três e tem abertura estimada para 2023.

Mercado global

Ainda de acordo com Glover, é motivo de comemoração ver que o número de brasileiros cresce ano após ano, principalmente nos empreendimento de Nova York e Paris. No entanto, em âmbito global, o mercado representa muito pouco e, por isso, acredita que a presença no País faz diferença.

“Nossos principais mercados hoje são Estados Unidos, China e Japão. Eu acho que isso tem a ver com os três empreendimentos norte-americanos que temos, com os três que temos na China e com um que temos no Japão. São locais que já estão familiarizados com a marca. O mercado brasileiro pode até representar pouco atualmente para nós, mas sabemos o potencial que ele tem”, afirma.

Para conseguir atrair ainda mais esse público, o vice-presidente declara que aposta na divulgação das ofertas dos seus hotéis de luxo, que vão além do que já é esperado. “Há muitos hotéis considerados de luxo que os hóspedes não se sentem especial. Esse é o nosso foco, e não é fácil. Temos que entender muito sobre o comportamento do nosso cliente, do que gostam e como preferem ser recebidos. Para nós, é criar uma conexão”, diz.

No entanto, o executivo reconhece que mais barreiras impedem que haja uma maior participação de brasileiros. Uma delas é que não há hotel da rede localizado no próprio País e que, para experimentar e conhecer a marca, é necessário se deslocar, o que liga ao segundo motivo: as condições financeiras.

“Nem todos podem pagar. Estamos nos tratando de um público menor, seja no Brasil ou em qualquer lugar do mundo. Seis dos nossos hotéis estão localizados Ásia e está longe do Brasil, como eu pude ver. Temos parceiros no Brasil e que estão gerando fomento ano a ano. Portanto, embora seja muito pequeno, vemos grande oportunidade. Mas isso leva tempo”, analisa.


Leia também:
– Confira os destinos luxo que são tendência para 2020
– Reino Unido cresce 10% em fluxo de turistas brasileiros no 1ºS de 2019
Sônia Medeiros: “O luxo abriu muito minha mente; quero voar além”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here