Travelport anuncia uma série de novidades

Por: Camila Oliveira

 

O diretor Comercial da Travelport dos Estados Unidos, Kurt Ekert, está pela primeira vez no Brasil para realizar uma série de encontros com empresas consideradas referência em diferentes áreas de atuação, além de participar de um encontro com renomados desenvolvedores da indústria brasileira. Na oportunidade, o executivo participou de uma coletiva de imprensa, na qual contou as últimas novidades da empresa, ao lado do country manager Brasil, Carlos Vargas, hoje, dia 14, na sede da provedora em São Paulo.

Entre os assuntos abordados pelos profissionais, está a importância da indústria brasileira na estratégia de expansão global da Travelport. Segundo Vargas, a presença de Kurt Ekert no Brasil, reforça a presença da Travelport no mercado brasileiro, a fim de estreitar o relacionamento com as agências de viagens. “A nossa função é agregar valor e conteúdo para os agentes”, disse. Por isso, o executivo destacou a chegada do e-Volve Summit na América Latina, que será realizado entre os dias 27 e 29 deste mês no Guarujá (SP).

“Diferente dos outros trade shows, o conceito desenvolvido com o e-Volve é de abordar e discutir sobre as tendências, oportunidades e tecnologias disponibilizadas para o setor turístico. Inclusive haverá a participação dos principais diretores da Travelport nos painéis, para discutir as tendências dos setores aéreo e hoteleiro, além de debater as novidades tecnológicas e produtos que a Travelport está desenvolvendo para o setor”, explicou Vargas.

Ekert e Vargas explicaram que a provedora quer deixar de ser uma plataforma de conteúdo básico e fechado, e passar a integrar e conectar outros canais de vendas. “Para que possamos agregar valor ao desenvolvimento que já existe na Travelport, sem se fechar como GDS, e sim nos tornarmos uma plataforma aberta”, afirmou o country manager.

O diretor Comercial complementou dizendo que existe uma série de oportunidades para a Travelport tanto no mercado hoteleiro como no aéreo. “O mercado é muito extenso. Por isso é importante acompanhar todas as evoluções para integrar conteúdo e demanda dos mercados. O objetivo é entender as tendências que estão surgindo e adaptar o trabalho com os GDS e desenvolvedores. Desta forma é possível atingir um número maior de empresas”, disse Ekert.

Vargas deu como exemplo a plataforma desenvolvida para as companhias áreas, que permite disponibilizar produtos e serviços. “É como se fosse uma compra na internet, como uma vizualização do produto que o cliente está adquirindo. Facilitando o trabalho dos agentes de viagem, já que este produto permite que as agências tenham acesso a essas plataformas”, exemplificou.

Visando ainda o benefício das agências de viagens, a Travelport anunciou uma nova plataforma que está sendo inserida no mercado brasileiro. O Smartpoint já está disponível no Brasil e, através dele, as agências visualizam o que estão comprando de uma maneira mais prática. Outro produto já disponível para o mercado é o Travelport Rooms and More, que permite um acesso abrangente de fornecedores de hotéis, onde oferecem um grande conteúdo de hospedagem e acomodações. São mais de 400 mil hotéis agregados neste megabuscador. E segundo Carlos Vargas, essa integração é atualizada e cresce continuamente. O produto ainda garante o recebimento da comissão do agentes, já que apresenta um processo de pagamento de comissão simplificado, que oferece pagamentos mensais em moeda local.

Novo acordo

Outra novidade anunciada foi a parceria entre a Travelport, The Global Travel & Tourism Partnership (GTTP) e a Universidade de São Paulo (USP), para a criação de um programa sem fins lucrativos. O acordo prevê a disseminação do que significa trabalhar dentro do turismo. O intuito é fornecer aos turismólogos estudantes, uma experiência do segmento em geral.

“O projeto chega para agregar valor para preparar essa nova geração como uma forma consciente, aplicando o conteúdo as formas do futuro. Ainda estamos buscando instituições que tenham o interesse de divulgar isso, porque temos o objetivo de expandir para outras entidades como a Abav e Abracorp”, explicou Vargas.

Camila Oliveira

 

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui