Trem turístico que liga Curitiba a Morretes volta a operar amanhã

Operação será reduzida a 50% da capacidade para manter o distanciamento social a bordo

trem turístico

A viagem no trem turístico que liga Curitiba à histórica cidade de Morretes, no Paraná, volta a operar amanhã (8/8). Considerado um dos passeios ferroviários mais bonitos do mundo e um dos principais atrativos turísticos do Sul do país, o trem da Serra Verde Express – que leva cerca de 200 mil turistas ao litoral do estado todos os anos – retoma as atividades depois de quatro meses parado em razão da pandemia do novo coronavírus.

Seguindo rígidos protocolos de segurança e higienização, a operação volta a acontecer limitada a 50% da capacidade de público para garantir o distanciamento social entre os passageiros, obrigatoriedade de uso de máscara e equipamentos de alta tecnologia para sanitização. Entre elas estão a desinfecção de toda a frota de vagões com o FIP Onboard, equipamento de névoa seca com nanopartículas. A tecnologia, desenvolvida pela Marcopolo Next em parceria com a Aurratech, cobre todas as superfícies e garante proteção de contaminação por vírus, incluindo o novo coronavírus, e bactérias por até três dias.

Outra novidade é a utilização do Safe Check-in, totem de autoatendimento com leitor de temperatura, verificação do uso de máscara, dispensador de álcool gel e validador de tíquete via QR Code. O equipamento é totalmente automatizado, sem necessidade de operador, e já está sendo usado nos estádios de futebol do Rio Grande do Sul. Ainda seguindo os novos protocolos de segurança e higienização, a Serra Verde Express coloca em circulação apenas os vagões cujas janelas apresentam a funcionalidade de abertura para garantir ampla circulação de ar e, internamente, os passageiros serão acomodados de forma a respeitar o espaçamento entre as poltronas.

Além de todos os cuidados e adaptações feitas na operação do trem turístico, a Serra Verde Express exige o mesmo de todos os terceirizados que atuam em parceria com a empresa. “Nós temos o Selo Turismo Responsável, do Ministério do Turismo, e solicitamos que todos os nossos fornecedores se adequassem para também receber a certificação” afirma Adonai Aires de Arruda Filho, diretor da Serra Verde Express

Exigências para o passageiro

Antes do início da viagem, os passageiros deverão fazer um cadastro no site da prefeitura de Morretes para controle do número de visitantes diários na cidade. Para isso, basta acessar esse link, preencher o formulário e apresentar o QR Code no momento do embarque.
Durante todo o passeio será necessário o uso de máscaras de proteção, por isso, a Serra Verde Express recomenda que os passageiros levem de duas a três máscaras extras para fazerem a substituição a cada três horas.

“Todas essas medidas serão rigorosamente aplicadas, por isso, pedimos que os passageiros se preparem com antecedência para evitar problemas no dia do passeio” comenta Adonai. Em razão da redução na capacidade, o executivo destaca a importância da antecedência na compra dos bilhetes. “’Recomendamos que as pessoas não deixem para fazer a compra em cima da hora, principalmente quem vem de fora de Curitiba, porque a procura tem sido muito grande”, finaliza.

Deixe uma resposta