Trilhar MS: conheça o programa turístico do Mato Grosso do Sul

A iniciativa “Trilhar MS” visa por meio de mentorias, instigar a criação de produtos turísticos sob a ótica da inovação e sustentabilidade

Trilhar MS

Nesta terça-feira (11), o Governo do Mato Grosso do Sul, por meio da Fundação de Turismo (Fundtur MS), em parceria com o Sebrae (MS), a Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa) e a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect) lança o programa “Trilhar MS”.

A iniciativa “Trilhar MS” foi inspirada no projeto Experiências Incríveis Braztoa e consiste em cursos e mentorias para 80 empresas de atuação turísticas ativas no Cadastur e com o Selo do Turismo Responsável. “Nas crises temos oportunidades de repensar e criar produtos. Eu quero que a inovação faça parte do processo de criação. Turismo é inovação e temos que pensá-lo enquanto conjunto. Vamos trabalhar o reposicionamento do estado para fomentar a atividade de aumentar a demanda, sempre respeitando os processos de biossegurança”, pontua Bruno Wendling, diretor-presidente da Fundtur.

As consultorias atenderão presencialmente até 20 empresas e até 80 empresas em formato online sob a metodologia “Design de Experiências” da Amplia Mundo. Para participar, é necessário se inscrever no site da Fundtur, a partir da quinta-feira (13), conforme previsto por Bruno Wendling.

“A mudança no perfil do turista fez com que sentíssemos a necessidade de trabalhar a inovação. Nosso foco nas consultorias é inovação no processo e produto e aumento do lucro das empresas turísticas. Junto com a Fundtur temos outras iniciativas para atender as demandas e estamos nos colocando à disposição para auxiliá-los em consultorias complementares, em outras áreas necessárias”, afirma Rodrigo Maia, gerente de competitividade do Sberae (MS).

O programa do Mato Grosso do Sul também visa a promoção de oficinas para cinco destinos turísticos, a fim de melhorar a imagem das localidades, tornando-as mais atrativas. Por meio de chamamentos públicos, o Trilhar MS” visa descentralizar as verbas para incentivar organizações não governamentais a criar roteiros e produtos turísticos com focos em diversos segmentos, com o ciclismo, birdwatching, ecoturismo, aventura e histórico-cultural.

“A academia Braztoa visa compartilhar conhecimento para que os destinos possam inovar frente as novas mudanças. Falaremos sobre Inovação sustentabilidade, comunicação, tendencia, cenário futuro e mercado de forma realista e com soluções para serem postas em prática no dia a dia. O acesso ao mercado terá um papel fundamental, pois além de sabermos sobre as experiências dos participantes, teremos na prateleira novos produtos ou produtos renovados”, destaca Marina Figueiredo, vice-presidente do Conselho de Administração da Braztoa e Conselheira da Academia de Excelência Braztoa.

Com o apoio da Fundect, editais de chamamento público serão lançados para incentivar startups de tecnologia a desenvolverem soluções na área de gestão de destinos, empreendimentos, serviços e auxiliar no aumento da competitividade.  A ação terá um aporte de meio milhão de reais.

“Eu acho que essa pegada de trazer olhares de pessoas que tem afinidade com o tema, mas que são de fora, traz um refresh para o projeto. O MTur tem projetos de experiencias que conversam com a iniciativa do Mato Grosso do Sul. O turismo de experiencia já vinha como uma tendência e com a pandemia isso foi reforçado”, Nicole Facuri, diretora do departamento de Inteligência Mercadológica e Competitiva do Turismo Ministério do Turismo.

O Sebrae aproveitou o momento para anunciar o lançamento de seu portado dedicado ao ecoturismo amanhã (12). Veja mais informações no site.

Deixe uma resposta