Trimestre registra queda de 12% em vendas no corporativo

 

Novo conselho da Abracorp: Affonso Nina (CWT), Brunno Bernardes (Hostway), Luís Vabo (Solid), o presidente Rubens Schwartzman (Costa Brava), o vice-presidente Carlos Prado (Tour House), Duda Vasconcellos (Kontik) e Sergio Linares (BK21)

 

A Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas (Abracorp) divulgou hoje (28/04) o resultado das vendas e movimentações financeiras de seus associados durante o primeiro trimestre. Os segmentos pesquisados somaram R$ 2,4 bilhões entre janeiro e março de 2016, resultado 12,1% abaixo do desempenho registrado no mesmo período de 2015, quando os itens foram responsáveis por R$ 2,7 bilhões em resultados.

 

O recuo mais acentuado se deu em transfer (com queda de 28,2%), seguido por serviços diversos (-21,1%) e hotelaria internacional (-16,3%). A atividade menos impactada foi locação de veículos, com queda de apenas 2,3%. “Temos de ponderar o resultado à luz do desempenho de outros setores da economia, onde o declínio se mostrou bem mais acentuado”, refletiu Rubens Schwartzmann, presidente da Abracorp.

 

O executivo da Costa Brava ocupava o cargo interinamente após a saída de Edmar Bull, mas foi confirmado na posição até 2018 na eleição que aconteceu pela manhã. Ele reforçou que a expectativa é que o segundo trimestre ainda se mantenha em patamares abaixo dos desejados, mas em curva ascendente para chegar ao equilíbrio no segundo semestre. “As redefinições políticas em curso irão, fatalmente, impactar positivamente a economia. Os novos atores políticos e protagonistas do governo terão mais força para esboçar as mudanças de que precisamos”, apostou.

 

Aéreo doméstico registrou R$ 892,5 milhões, o maior faturamento desses três primeiros meses e responsável por 37,4% de toda a movimentação de negócios no mercado corporativo. Aéreo internacional vem logo atrás com R$ 723 milhões em volume financeiro, fatia correspondente a 30,3% do total. Em terceiro lugar ficou a hotelaria nacional, com R$ 442 milhões, representando 18,5% do volume geral. O segmento de transfer ficou em último lugar, com 0,2% de representação e R$ 3,8 milhões em volume de vendas.

RESUMO GERAL: 1º TRIMESTRE 2015 X 2016

SEGMENTO 2015 2016

VARIAÇÃO

Transfer

R$ 5.225.101

R$ 3.752.248

-28,2%

Serviços

R$ 93.120.353

R$ 73.515.935

-21,1%

Hotelaria internacional

R$ 114.286.115

R$ 95.657.338

-16,3%

Aéreo doméstico

R$ 1.036.754.634

R$ 892.549.078

-13,9%

Aéreo internacional

R$ 813.080.992

R$ 722.664.738

-11,1%

Hotelaria nacional

R$ 483.975.392

R$ 442.135.227

-8,6%

Eventos

R$ 116.822.069

R$ 106.958.814

-8,4%

TOTAL

R$ 2.713.575.600

R$ 2.386.371.269

-12,1%

 

 

 


Informações: www.abracorp.org.br

 

Equipe de redação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta