TST determina efetivo mínimo de 80% de aeronautas e aeroviários a partir de quinta-feira

Por: Chris Flores

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) determinou hoje, dia 20, um efetivo mínimo de 80% de aeronautas e aeroviários em serviço a partir da próxima quinta-feira, dia 22, quando as categorias planejam fazer paralisações entre às 6 e 7 horas em aeroportos do País.

 

Foi estabelecida ainda, multa diária de R$ 100 mil no caso de descumprimento dessa determinação judicial. A decisão do TST foi divulgada nesta tarde, após ação cautelar com pedido de liminar ajuizada ontem pelo Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (SNEA).

 

A paralisação marcada por pilotos, comissários e colaboradores de serviços em terra foi marcada apesar de o SNEA e da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) terem oferecido um reajuste salarial de 6,5%, diante de uma inflação de 6,33% apurada pelo INPC. As companhias aéreas ofereceram ainda, aumento de 8% no vale refeição, no vale alimentação e nas diárias. Na apólice de seguro, a proposta foi de 11%. 

 

 

CF

Deixe uma resposta