Turismo da África do Sul cresce 5,1%, diz ministro

Por: Rafael Lima

A chegada de turistas à África do Sul cresceu 5,1% nos primeiros seis meses de 2013, em comparação com 2012. No ano passado, esse crescimento já havia sido de 10,5% no mesmo período. O país teve, assim, uma consolidação significativa de ganhos alcançados em 2010-2012, depois da Copa do Mundo da FIFA. Esse aumento alcançou o patamar histórico de 4.642.217 de chegadas de turistas internacionais para os primeiros dois trimestres desse ano. Ao longo desses quatro anos, a África do Sul teve uma taxa de crescimento combinado de 9,4% no primeiro semestre do ano, mesmo com crescente competição global, condições comerciais difíceis em alguns dos mercados consumidores e Rand (moeda sul-africana) flutuante.

 

“A chegada de turistas à África do Sul continuou a crescer em 2013, um incremento que foi registrado na maioria das regiões. Essa conquista está alinhada com as médias globais para o período. De acordo com a OMT (Organização Mundial do Turismo), o aumento na chegada global de turistas foi de 5,2% durante o primeiro semestre de 2013″, disse o ministro do Turismo sul-africano, Marthinus van Schalkwyk.

 

Brasil

 

O crescimento de turistas brasileiros no país também foi significativo. De janeiro a junho de 2013, 39.018 brasileiros desembarcaram na África do Sul, número 4,9% superior ao mesmo período de 2012, quando 37.179 visitantes do Brasil chegaram ao país.

Desde o final do ano passado, o Brasil figura na lista dos dez maiores emissores de turistas para o destino, ocupando hoje o 9º lugar.

 

Europa

 

O número de turistas europeus cresceu 5,5% no período, com 675.595 chegadas, contra 640.231 no mesmo semestre do ano passado.

A África do Sul comemorou o crescimento da Alemanha, seu terceiro maior mercado turístico, com as chegadas aumentando 13,8% na primeira metade do ano. Houve também aumento nas chegadas de França (10,8%) e Itália (7,1%).

No entanto, dois dos tradicionais mercados emissores de turistas para a África do Sul, o Reino Unido (UK) e Holanda, não obtiveram os mesmos resultados positivos anteriores e registraram leve queda de -0,6% (UK) e -1,2% (Holanda) durante este período.

 

América do Norte

O desembarque de turistas vindos da América do Norte cresceu mais de 3,7% em 2013. Um total de 194.586 foram ao país nos primeiros seis meses de 2013, enquanto 187.703 desembarcaram em 2012.

 

“Temos desenvolvido um trabalho intenso para sermos vistos como destino que oferece excelente custo-benefício. Contamos também com nossos parceiros do setor privado, focados em consolidar essa proposta”, disse o ministro.

 

Ásia

O continente asiático apresentou um crescimento de 12,7%. O número de turistas subiu para 210.776 em comparação com os 186.981 do primeiro semestre de 2012. China foi um dos maiores destaques com crescimento de 23,9%. Índia teve incremento de 11%.

 

África

A chegada de turistas do continente africano cresceu 4,8% em 2013; por terra, o aumento foi de 4,4% e, por via aérea, 11,4%.

Na parte aérea, o Oeste Africano liderou a alta: Gana com crescimento de 27,3 % e Nigéria, 15,9 %.

 

“Continuamos confiantes no aumento do número de turistas africanos, especialmente em relação ao mercado aéreo, vindos da África Oriental e Ocidental”, disse o Ministro van Schalkwyk. “Estamos orgulhosos por abrir, em 28 de janeiro de 2014, um escritório de turismo sul-africano em Lagos, a maior cidade da Nigéria. E ansiosos por fazer parte da maior comunidade de viajantes do país. Ter um escritório na região Oeste da África vai colaborar para reforçar as relações que temos com o comércio e com consumidores da região, e potencializar o turismo nessa área.”

 

A contribuição do turismo para a economia

 

“A contribuição do turismo para a economia sul-africana continua a ser um motor essencial de crescimento e de emprego. O Turismo injetou 35,3 bilhões de Rands (7,8 bilhões de reais) na economia, de janeiro a junho deste ano. Comparado a outros setores, este volume é superior aos 32,6 bilhões de Rands (7,2 bilhões de reais) que as exportações de ouro contribuíram durante o mesmo período”.

 

RL

Deixe uma resposta