Turismo de entretenimento demanda diversificação e união

Renato Gonçalves, MIchel Bregolin e Rogério Siqueira

Diversificação e união. Rogério Siqueira, do Beto Carrero World, e Renato Gonçalves, do Universal, destacaram esses dois pontos durante o painel do impacto do entretenimento e da economia criativa no turismo, no 2º dia do Meeting Festuris, como os principais vetores para o fomento de visitantes no segmento de parques.

O painel, mediado pelo especialista em economia criativa, Doutor Michel Bregolin, trouxe as palestras dos dois executivos, que apresentaram os maiores vetores para tornarem os parques em cases de sucesso no entretenimento.

Rogério Siqueira exaltou o trabalho coletivo da equipe, o foco na satisfação dos visitantes e na importância da troca de informações entre os players do turismo.

“As vezes falamos do papel do governo de ajudar ou atrapalhar, mas ninguém entende o problema como um todo. Cada um cuida do seu ‘queijo’. O turismo só vai ter o profissionalismo necessário se cada um conhecer o ‘queijo’ do outro”, apontou Siqueira.

Renato Gonçalves destacou o valor da diversificação de produtos disponíveis para atender todos os perfis de viajantes.

“O Universal é um produto que pode vender de tudo, desde parques, hotéis, eventos, entre outros. Sempre tem uma cliente para as diversas opções de rentabilidade do complexo”, disse Gonçalves.

Confira mais notícias de Feiras e Eventos.

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui