Turismo religioso na Polônia

0

O segundo dia do famtour da Schultz Operadora na Polônia foi dedicado ao Mosteiro de Jasna Gorá, em Czestochowa. A cidade fica no caminho entre a capital Varsóvia e a quarta maior cidade do país – Wroclaw, ou Breslávia.

Czestochowa é um importante centro de peregrinação Mariano, onde está o quadro de Nossa Senhora de Czestochowa, a Virgem Negra. Considerado milagroso, o quadro é exposto aos fiéis durante a celebração das missas. Para mostrá-lo há dois rituais de abertura e fechamento do quadro.

A viagem dos agentes de viagem brasileiro coincidiu com o mês das festas de Jasna Gorá, que acontecem em agosto. Dia 15 é comemorado o dia de Nossa Senhora de Assunção e, dia 26 de agosto, o de Nossa Senhora de Czestochowa. Milhares de peregrinos chegam diariamente ao mosteiro durante este mês. O mosteiro de Jasna Góra é considerado o maior centro católico na Polônia e o quinto maior do mundo.

História

Em 1382, os frades Paulinos chegaram na Polônia.  Em 1384, chegou a Jasna Gorá, que significa Monte Claro, a cópia fiel do quadro da Virgem Negra. Os reis polacos costumavam recorrer à Nossa Senhora nos momentos difíceis e agradeciam com doações em ouro, prata e pedras preciosas que tornaram o mosteiro alvo de cobiça.

O santuário foi assaltado em 1430 e o quadro da Virgem não foi roubado, mas foi partido em três. O evento gerou a cicatriz de três linhas que hoje está no estampada no rosto da Virgem, pintada na restauração do objeto. Logo depois, Nossa Senhora de Czestochowa foi declarada Rainha da Polônia. O papa polonês João Paulo II visitou Czestochowa seis vezes.

Leia também: 
Varsóvia do século 21
Polônia: Famtour da Schultz Operadora

Brasilturis viaja a convite da Schultz Operadora e do Escritório de Turismo da Polônia, com proteção Affinity e dados móveis Flexiroam Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here