Turismo Social é reconhecido em Prêmio Nacional; saiba mais

Prêmio Nacional do Turismo visa o surgimento de ideias e ações para fomentar e melhorar a atividade do setor em âmbito nacional
Prêmio Ministério do Turismo
Ações de turismo social visam incluir pessoas com baixa mobilidade. Foto: Roberto Castro - MTur

Em dezembro, o Prêmio Nacional do Turismo contemplou três propostas da categoria social. O evento realizado em Belo Horizonte (MG), é uma iniciativa do MTur em parceria com o Conselho Nacional de Turismo (CNT).

A 2ª edição da premiação recompensou 33 iniciativas dentre 418 projetos inscritos. Foram homenageados também, oito profissionais dos 200 registrados. Em primeiro lugar no ranking ficou o projeto Praia Acessível.

A ação vigente desde 2016 consiste em promover a acessibilidade para idosos e pessoas com deficiência por meio de banhos assistidos em cadeiras anfíbias, nas praias de Fortaleza (CE). O projeto atendeu cerca de sei mil pessoas.

“O programa Praia Acessível é talvez o mais bonito da nossa Secretaria, pois temos condição de dar assistência a muitas pessoas que nunca tiveram acesso ao mar. Então, esse prêmio é uma grande honra e um grande incentivo”, destaca Alexandre Pereira, secretário do Turismo de Fortaleza.

A segunda posição foi ocupada pelo Plano de Acessibilidade da Marejada de Itajaí (SC). A 33° da festa do pescado, realizada em outubro, contou com intérpretes de Libras, balcão de acessibilidade, cardápios com audiodescrição, cadeiras de rodas, mesa tátil e auxílio para deficientes intelectuais.

“O Plano de Acessibilidade da Marejada mostrou que é possível organizar e deixar acessível um evento de grande porte. Este segundo lugar é um ótimo resultado e um incrível reconhecimento para Itajaí, que vem evoluindo cada vez mais na área de eventos”, ressalta Evandro Neiva, secretário de Turismo e Eventos de Itajaí.

O ranking termina com o Projeto Férias Imperdíveis. A iniciativa criada pelo Sesc do Rio Grande do Sul em 2010, oferece acesso a três hotéis da empresa para trabalhadores do comércio com renda de até dois salários mínimos. Estão contempladas as instalações em Porto Alegre, Gramado e Torres. A ação oferece ainda 73% de subsídio do custo total das viagens.


Leia mais:
Conselho Estadual de Turismo (RJ) discute projetos para 2020
MTur e Embratur se reúnem com o embaixador da Colômbia em Brasília
MTur registra mais de 15 mil inscritos em curso de atendimento ao turista


 

Deixe um comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui