Ubrafe lança calendário de feiras e projeta crescimento

Por: Carolina Maia

A União Brasileira dos Promotores de Feiras (Ubrafe) divulgou a edição de 2013 do Calendário “Principais Feiras de Negócios do Brasil”. Os associados da Ubrafe programaram 201 grandes feiras de negócios para 2013 em todo o Brasil, mesmo número registrado em 2012, recorde desde o início da pesquisa, há 20 anos.

As grandes feiras de negócios contemplam mais de 40 macro-segmentos econômicos: do agronegócio à beleza, da indústria de brinquedos à automobilística, do segmento de construção ao turismo, da moda à tecnologia de informação.

Previsão de mercado: a Ubrafe estima que as 201 grandes feiras de negócios agendadas para 2013 reunirão 54 mil empresas, sendo 5 mil estrangeiras, e 5,5 milhões de visitantes profissionais, dos quais 50 mil serão compradores do exterior. As feiras de negócios deverão ocupar 3,5 milhões de m2 de área de exposição nos pavilhões de 23 cidades brasileiras, sendo 75% dos eventos em São Paulo. Serão 100 mil m² a mais em relação a 2012.

Para o presidente executivo da Ubrafe, Armando Campos Mello, o calendário aponta o caminho certo para quem quer fazer bons negócios no Brasil. “As feiras são a economia viva, os grandes encontros anuais de negócios do país. É nas feiras que as empresas vão apresentar seus produtos e serviços ao mercado, solidificar relacionamentos comerciais, prospectar novos clientes, divulgar lançamentos, verificar as tendências do mercado e, sobretudo, aumentar suas vendas, tanto para o mercado interno quanto para compradores do exterior”, afirma.

O calendário traz todos os detalhes dos eventos, como data, local, horário, segmentos econômicos presentes e produtos e serviços expostos. Mostra ainda os resultados das edições anteriores (número de visitantes, empresas expositoras, área de exposição) e os contatos dos promotores para mais informações. Tudo em três línguas: português, inglês e espanhol, em versão impressa ou eletrônica (CD). Nesta edição, a Ubrafe homenageia o poeta e diplomata Vinicius de Moraes, que no próximo ano completaria 100 anos.

CM

Deixe uma resposta